9 “fatos científicos” que você aprendeu e não são verdadeiros

Já passou da hora de encerrarmos esse ciclo vicioso

Foto: Shutterstock
http://pcworld.com.br/9-fatos-cientificos-que-voce-aprendeu-e-nao-sao-verdadeiros/
Clique para copiar

Ao longo dos anos, aprendemos pequenas informações sobre a ciência que engrandece o nosso pensamento sobre o mundo e a humanidade. Porém, alguns desses “fatos” são apenas histórias contadas há muito tempo e nunca verificadas por quem continua as reproduzindo.

Por isso, reunimos nove informações falsas que são reproduzidas há anos e, caso as pessoas não comecem a quebrar esse ciclo, podem continuar sendo reproduzidas por muito tempo.

1. O lado mais escuro da lua

Há um mito sobre o lado mais escuro da lua, afirmando que é aquele que não conseguimos ver, porém, isso não é verdade. A realidade é que o lado da lua que nós não conseguimos observar recebe a mesma quantidade de luz daquele que nós, de fato, observamos.

2. As moscas vivem 24 horas

As moscas não vivem apenas 24 horas. Na realidade, esses pequenos insetos podem viver entre 20 e 30 dias, o tempo ideal para te incomodarem durante mais do que 24 horas.

3. Os camelos guardam água em bolsas nas costas

Os camelos não estocam água nas costas, nem em qualquer outro lugar. Na realidade, eles são capazes de ficar sem beber água por mais de uma semana.

Já em relação a alimentação, o animal consegue ficar sem comida por cerca de três semanas. Os camelos podem estocar gordura, assim, o corpo se alimenta dela quando não há nada para comer.

4. Um raio não cai no mesmo lugar

Você provavelmente já ouviu o ditado de que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar. Porém, isso não é verdade. Um raio pode – e cai – diversas vezes no mesmo lugar. Com uma simples busca no YouTube, é possível encontrar vídeos de raios que caíram exatamente no mesmo ponto. E se você ainda não acreditou, é só buscar pela quantidade de raios que atingiram o Empire State Bulding nos últimos anos. Foram centenas de vezes.

5. Morcegos são cegos

Os morcegos se localizam por um sistema de ecolocalização, então, por isso, as pessoas comumente acreditam que os mamíferos voadores são cegos. Mas a verdade é que algumas espécies conseguem enxergar e, inclusive, a visão é muito importante para eles, principalmente durante a noite.

Algumas espécies de morcegos são capazes de enxergar 10 vezes mais precisamente que os humanos.

6. Leite é bom para os ossos

Sua avó já deve ter comentado sobre como o leite é bom para os ossos, porém, isso não é necessariamente verdade. Diversos estudos realizados nos últimos anos apontam que beber leite, ou mesmo suplementos de cálcio ou vitamina D, não ajuda na prevenção de fraturas.

De acordo com a pesquisadora Sônia Felipe, o leite materno é o único com os níveis de proteína e cálcio que são adequados para o ser humano. O leite de vaca não é bem digerido pelo nosso sistema e, na verdade, ele acaba causando diversas disfunções digestivas e outros problemas.

7. Diamantes vem do carvão

Os diamantes não são formados a partir do carvão. Na realidade, só há uma semelhança entre os dois, pois o carvão é um mineral rico em carbono, enquanto o diamante é feito de carbono. O carvão é criado por meio de um processo de decomposição de folhas e árvores, enquanto os diamantes são desenvolvidos sob alta pressão do magma no interior da Terra.

8. Os dinossauros tinham escamas

De fato, dinossauros são semelhantes aos atuais répteis e possuíam escamas, porém, a grande diferença é que esses seres arqueológicos também possuíam penas. Há alguns anos, pesquisadores encontraram evidências de que a maior parte dos dinossauros tinham penas sob a pele.

9. Terra plana

Vivemos em uma época em que parte da humanidade acredita na Terra plana, por isso precisamos desmistificar essa desinformação à sociedade.

Nosso planeta não é uma esfera matematicamente perfeita, porém, é uma esfera. Na realidade, podemos o definir melhor como um geoide, ou seja, possui um formato quase esférico e com algumas imperfeições. A terra é redonda por conta de tudo ser atraído para o centro do planeta com a aceleração da gravidade. Ela já foi vista por astronautas que confirmaram o seu formato, com fotos, informações e pesquisas científicas.

tags

Relacionadas

Astrônomos encontram 6 novos planetas alienígenas orbitando estrelas distantes

Três desses exoplanetas encontrados são super-Terras que podem ter sido do tamanho de Netuno

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site