96% dos vídeos com deepfake são pornográficos

Um relatório desenvolvido pela Deeptrace revela a realidade do deepfake

Foto: Shutterstock
http://pcworld.com.br/96-dos-videos-com-deepfake-sao-pornograficos/
Clique para copiar

A tecnologia de deepfake tem assustado milhares de pessoas ao redor do mundo, principalmente aquelas que se importam com política, já que a inovação pode ser usada para criar desinformação e atrapalhar os eleitores que buscam a verdade. Porém, a novidade está sendo mais usada dentro da pornografia.

De acordo com um estudo realizado pela empresa Deeptrace, cerca de 96% de todos os vídeos que são produzidos com deepfake são da indústria pornográfica. O pior é que os vídeos são criados sem o consenso das pessoas que são colocadas ali, ou seja, o rosto dos famosos que são adicionados no processo de pós-produção.

“A pornografia deepfake é um fenômeno que atinge e prejudica exclusivamente as mulheres. Por outro lado, os vídeos não pornográficos do deepfake que analisamos no YouTube continham homens em maioria”, foi publicado no relatório da Deeptrace.

A companhia revelou ter encontrado mais de 14 mil vídeos usando deepfake, sendo 7.144 de sites pornográficos e 500 de canais no YouTube. Dos quatro maiores sites de pornografia, foram identificadas mais de 134 milhões de visualizações nos vídeos que usam a tecnologia.

O número é grande por conta das ferramentas que possibilitam a criação do deepfake, que estão se tornando cada vez mais disponíveis aos usuários de internet.

Fonte: Wired

Relacionadas

Aplicativo chinês permite fazer deepfake no iPhone

Cada vez mais parece possível um futuro digno de filmes de ficção científica

Adobe cria inteligência artificial que detecta edições no Photoshop

Tecnologia identifica principalmente mudanças feitas com recurso que altera características faciais das pessoas no editor de imagens

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site