Alexa, da Amazon, pode ajudar a resolver caso de assassinato nos EUA

Echo Dot e Amazon Echo foram testemunhas de um possível assassinato

Foto: Shutterstock
http://pcworld.com.br/alexa-da-amazon-pode-ajudar-a-resolver-caso-de-assassinato-nos-eua/
Clique para copiar

Os alto-falantes inteligentes, como o Echo Dot da Amazon, já estão em casas de milhares de pessoas ao redor do mundo, mas muitos reclamam que o aparelho pode escutar tudo ao seu redor. Para ajudar a polícia da Flórida, nos Estados Unidos, estão coletando informações de dois dispositivos que podem ter “presenciado” um assassinato.

Na Flórida, uma mulher foi encontrada morta com uma perfuração de 30 centímetros no peito. O golpe mortal foi realizado com uma lança, porém, ainda existem muitos mistérios por trás de como o assassinato aconteceu. O caso não é recente: o crime aconteceu em julho com a mulher Silvia Galva Crespo, de 32 anos, que foi esfaqueada em um “acidente” misterioso. Foi isso que o ex-marido de Silvia explicou, mas ele é um dos acusados pelo assassinato de sua esposa.

Como não conseguiram encontrar uma solução até o momento, a assistente virtual da Amazon pode garantir algumas respostas para a polícia. “Acredita-se que evidências de crimes, gravações em áudio capturando o ataque à vítima Silvia Crespo, que ocorreu no quarto principal…possam ser encontradas no servidor mantido pela ou para a Amazon… Nós recebemos as gravações e estamos no processo de analisar o que nos foi enviado”, revelou a polícia em comunicado.

A Amazon sempre deixou claro que a Alexa só faz gravações de trechos depois que o usuário usa palavras de ativação — que no caso é “Alexa” —, ou seja, a companhia afirma que os alto-falantes inteligentes não gravam tudo ao redor. Até o momento, a polícia da Flórida não revelou se conseguiram informações retiradas dos dispositivos Amazon.

Fonte: SunSentinel

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site