As 5 maiores falhas espaciais de 2019

Mar One faliu, países não chegaram ao espaço, e muito mais

Foto: Divulgação
http://pcworld.com.br/as-5-maiores-falhas-espaciais-de-2019/
Clique para copiar

2019 foi um ano cheio de conquistas a serem comemoradas pela comunidade científica, principalmente no setor das pesquisas espaciais. Mas nem só de acertos vivem os cientistas, e alguns erros foram bem marcantes.

Confira as cinco principais falhas espaciais de 2019:

Mars One foi à falência

Criado em 2011, o projeto que pretendia levar os primeiros colonizadores a Marte chegou ao fim em 2019. Apesar de ter conseguido investimentos de milhões de dólares, a organização não estava desenvolvendo seus próprios equipamentos e esperava conseguir tudo que necessitava no mercado comercial comum. A divulgação do Mars One foi um sucesso, mas na prática não foi bem assim: no dia 15 de janeiro deste ano, o projeto declarou falência.

Ursos-d’água foram despejados na Lua

A sonda espacial israelense Beresheet carregava consigo uma espécie de backup do planeta Terra – uma enciclopédia com células humanas, vegetais e micro-organismos. Ao colidir com a superfície da Lua, um vasto grupo de micro-organismos chamados de ursos d’água pode ter sido despejado no satélite. Conhecidos por sua resistência impressionante, os minúsculos seres vivos podem estar colonizando a Lua neste exato momento.

SpaceX atrasou seus planos de enviar veículos tripulados ao espaço

Em março, o primeiro lançamento do foguete SpaceX Crew Dragon para a Estação Espacial Internacional foi um sucesso. Até então, Elon Musk só tinha motivos para comemorar. Contudo, em abril, um teste padrão dos SuperDraco Engines, motores do Crew Dragon, resultou em uma explosão que destruiu o foguete e obrigou a SpaceX a atrasar seus planos de enviar veículos tripulados ao espaço.

Irã fracassou três vezes na tentativa de chegar ao espaço

O programa espacial do Irã ainda está engatinhando e prova disso foram as três falhas consecutivas nos lançamentos de suas sondas. Em janeiro e fevereiro, os veículos decolaram, mas não foram capazes de orbitar. Em agosto, porém, a sonda espacial Safir nem decolou e uma explosão destruiu o pequeno veículo ainda em solo terrestre.

Índia não alcançou a Lua

A Índia estava ansiosa para se tornar a quarta nação a alcançar a Lua na história da humanidade. A missão Chandrayaan-2 já havia entrado na órbita lunar um mês antes do prazo e a sonda espacial Vikram estava pronta pousar na superfície do polo sul do satélite. Tudo parecia bem, até que, em setembro, Vikram, assim como Beresheet, colidiu com a Lua e acabou sendo destruída no espaço.

Fonte: Technology Review

tags

Relacionadas

Astrônomos encontram 6 novos planetas alienígenas orbitando estrelas distantes

Três desses exoplanetas encontrados são super-Terras que podem ter sido do tamanho de Netuno

Nasa encontra água congelada abaixo da superfície de Marte

Bem no ponto certo

Missões da Nasa estudam o que causa a falta de sinais tecnológicos nos polos terrestres

Gigantes funis são a porta de entrada para o problema, mas pode haver mais de uma causa

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site