Razer Viper, um mouse ambidestro ultraleve e com tempo de resposta rápido

Acessório é um dos melhores já fabricados pela Razer, porém o preço pode não ser tão acessível a todos os públicos

Foto: Caio Carvalho
http://pcworld.com.br/dados-review/razer-viper-um-mouse-ambidestro-ultraleve-e-tempo-de-resposta-rapido/
Clique para copiar
PONTUAÇÃO
8

Razer

Viper

Viper
Mouse é uma das melhores opções para quem procura por um acessório rápido, customizável e ambidestro. Até chegar no preço.

Prós

  • Muito leve
  • Oito botões customizáveis
  • Ambidestro

Contras

  • Preço elevado

Mouses no geral são acessórios muito "8 ou 80": podem ser simples demais, voltados apenas para o uso doméstico, ou chegarem em modelos avançados, com vários botões. Eu faço parte daqueles que preferem um equilíbrio entre os dois mundos - ao mesmo tempo que prezo pelo básico, também quero ter disponíveis funções extras que eu possa vir a usar com mais frequência, principalmente em jogos no PC (embora eu não seja um adepto ferrenho da plataforma).

Nas últimas duas semanas, venho testando o Razer Viper, um mouse que vem para preencher essa lacuna, com direito a funcionalidades como botões principais com sensores ópticos, não pesar quase nada (tem somente 69 gramas) e ser ambidestro, o que significa que, se você for canhoto, poderá usá-lo sem se preocupar com ergonomia, nem fazer malabarismo para acessar os botões. Por ser construído em uma estrutura mais econômica, ele também não é tão resistente quanto outros mouses disponíveis no mercado, mas ainda assim pode ser uma boa escolha.

Design e construção

De longe, o Razer Viper parece um daqueles mouses sem muita frescura. Ele tem um visual característico, mais limpo, em plástico fosco, e poucas alterações em toda a sua extensão. Não tem nem o logo da Razer desenhado - ele agora fica "escondido", e só aparece quando conectado ao computador graças aos LEDs coloridos na parte interna.

razer viper mouse

Nas dimensões oficiais, ele mede 126.7 x 66 x 37.8 mm, o que o coloca na categoria que varia entre médio e grande. Apesar de comprido, ele não parece um trambolho na mão, tendo um encaixe excelente para mãos grandes ou pequenas, ou para quem tem dedos compridos de ET (eu incluso). A única impressão negativa é que, por tamanha simplicidade, o mouse aparenta ser muito frágil, então qualquer queda pode provocar estragos.

Em contrapartida, o Razer Viper é um mouse agradável de se utilizar por sua leveza. Com menos de 70 gramas, é talvez um dos mouses mais leves que já usei, o que permitiu que o movimentasse para várias direções com bastante rapidez.

Além dos dois botões principais, cada lateral vem com outros dois botões revestidos de borracha. Há também a Clickwheel, bem ao centro dos botões principais, e o botão de ajuste de DPI, que fica na parte inferior traseira do mouse. A maioria dos mouses coloca esse botão na parte superior, bem abaixo do scroll, o que pode gerar cliques acidentais e, por consequência, prejudicar as partidas. Inclusive, essa foi uma das reclamações feitas por jogadores, o que levou a Razer a repensar um mouse que não causasse esse problema. E daí surgiu o Viper.

razer viper mouse

Outra coisa bacana é o cabo no "estilo paracord" que a Razer chama de Speedflex Cable. Ele usa uma capa de nylon que garante mais leveza e flexibilidade ao cabo, além de adicionar um pouco mais de resistência e proteção. Durante meu uso, não notei grandes diferenças em comparação com modelos de mouse que usam esse e outros materiais comuns. E, na verdade, não senti tanta resistência assim ao esticar o cabo por completo ou ao deixá-lo dentro da mochila. Também evitei colocar coisas em cima do cabo pois notei que ele pode ficar ligeiramente amassado.

Quanto ao deslize durante a utilização, o Viper tem na traseira duas partes feitas em teflon, uma em cima e outra embaixo. Ambas oferecem um bom sistema antiderrapante, sem "travar" o mouse quando você for movimentá-lo para frente, trás ou para os lados.

Na prática

Nesses últimos quase quinze dias em que testei o Razer Viper, meu uso foi diário e voltado na maior parte do tempo para tarefas no computador. Vou contar também de como me saí em alguns jogos, mas o foco principal vai ser mesmo na navegação como um todo.

Começando pelos sensores ópticos dos botões principais que eu citei anteriormente. Aqui no Viper, eles operam a partir de um feixe infravermelho que, a partir de um obturador, transmite o sinal para o PC. Switches ópticos funcionam melhor do que os mecânicos porque reduzem o tempo de resposta entre o comando que você executou no mouse e a ação que é feita no computador. Pode não parecer algo tão perceptível, mas no dia a dia isso reduz o delay e torna a utilização bem mais precisa. Segundo a Razer, esse tempo de resposta é de apenas 0,2 milissegundos, tornando o Viper um dos mouses ambidestros mais rápidos do mercado.

razer viper mouse

A Razer também afirma que o Viper pode atingir velocidade de rastreio de até 450 IPS (~11,4 m/s), aceleração de até 50 G (~49 m/s²) e taxa de frequência de até 1.000 Hz. Isso graças a outro sensor - um 5G de 16.000 DPI, que também é óptico. Esses valores podem parecer um pouco confusos, mas o que você precisa saber é o seguinte: dificilmente usuários normais conseguem alcançar essas taxas justamente por serem tão altas. Logo, mesmo que você use com frequência o Viper, ele vai aguentar o tranco.

E que tranco, diga-se de passagem. De acordo com a Razer, o Viper tem certificação para 70 milhões de cliques até falha mecânica, ou 60 mil horas de uso contínuo, o que, convertendo no papel, varia entre seis e oito anos. Apesar da fabricante não informar como chegou a esses números, fica a dúvida sobre a durabilidade desses sensores ópticos, uma vez que os botões nas laterais não transmitem muita resistência e parecem ser mais frágeis que o resto do mouse.

Tem também o Razer Synapse, software próprio da Razer usado para customizar os comandos do Viper. Com ele, o usuário pode alterar padrões de iluminação e calibragem, checar o desempenho de uso do mouse, ajustar a sensibilidade e realinhar botões de acordo com as preferências pessoais. Por exemplo, se você for canhoto, é aqui que você pode realocar os cliques.

A plataforma da Razer é um opcional e para mim não serviu tanto assim. Dá para salvar até cinco configurações específicas no armazenamento interno do mouse e toda a navegação está traduzida para o português. Mas acredito que o sistema poderia ser um pouco mais intuitivo de usar, seja pela questão do acesso, que é um tormento para conseguir completar login, quanto pelas atualizações, que custam a ser instaladas. Na maioria das vezes, eu simplesmente ia na opção "Continuar como visitante", só para não ter que passar por isso tudo.

Vale a pena?

razer viper mouse

Com uma das pegadas mais leves entre mouses de médio porte, o Razer Viper se destaca pelo seu peso de somente 69 gramas, botões com sensores ópticos, sistema de customização no PC e acessível para canhotos, que não precisam mais optar por mouses simples demais, sem recursos de ponta, em prol da usabilidade. É também um dos mouses com melhor tempo de resposta, tanto nos jogos - em especial os eSports - quanto para navegação convencional.

No Brasil, o Viper chega a um preço bem salgado: R$ 549. Até o dia 30 de outubro, ele poderá ser adquirido com exclusividade pelo KaBuM!, com a venda sendo ampliada para outras redes de varejo após o período.

Razer Viper - Ficha técnica:

  • Tecnologia de switches Optical Mouse da Razer para resposta ultrarrápida
  • Sensor óptico da Razer com sensor 5G e 16 mil DPIs
  • IPS (Inches per Second) de até 450 polegadas por segundos e aceleração de 50 G
  • Peso de 69 gramas
  • Cabo com tecnologia Speedflex
  • Armazenamento interno de configurações de DPI
  • Oito botões customizáveis

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site