Desmonte do iPhone 11 revela bateria maior e mais fácil de ser removida

Site iFixit destrinchou o aparelho, revelando ainda modem 4G da Intel e uma memória RAM com supostos 4 GB

Foto: iFixit
http://pcworld.com.br/desmonte-do-iphone-11-revela-bateria-maior-e-mais-facil-de-ser-removida/
Clique para copiar

Seguindo a tradição de novos dispositivos lançados, o site iFixit divulgou recentemente o desmonte dos iPhones 11 e 11 Pro Max, que começaram a ser vendidos nos Estados Unidos na última sexta-feira (20). E algumas surpresas foram encontradas entre as peças. Além de uma bateria maior e de um modem 4G da Intel, a que mais chama atenção é um segundo conector de bateria no modelo maior do dispositivo.

Falando especificamente do iPhone 11 Pro Max, o iFixit confirmou que a bateria gigante do aparelho vem mesmo em formato de “L” e tem capacidade de 3.969 mAh – é a maior já fabricada para um iPhone e 25% maior que a do iPhone XS Max do ano passado. Tem também o processador Apple A13 Bionic, memória flash da Toshiba e memória RAM de supostamente 4 GB. Não há sinal de outros 2 GB de RAM voltados apenas para o sistema de câmera tripla.

Quanto ao conector adicional (e misterioso) presente no iPhone 11 Pro Max, o iFixit sugere o espaço tenha ficado ali para o uso de outra função: a de carregamento reverso sem fio. Alguns rumores indicavam que a Apple colocaria o recurso nos novos iPhones, o que permitiria usar o próprio telefone para recarregar outros aparelhos, como um Apple Watch ou os AirPods, na traseira do celular. Só que, aparentemente, essa opção teria sido retirada de última hora dos novos produtos.

Na verdade, o segundo conector pode estar relacionado a um sistema de gerenciamento de energia em tempo real, como é descrito em um documento de suporte da Apple. O mecanismo é capaz de reduzir a performance de algumas características, como brilho da tela e volume dos alto-falantes, para preservar a duração de bateria. Já o primeiro conector de bateria permanece o mesmo, e tem como função enviar e receber energia para todo o aparelho.

Em uma escala que vai de zero a 10, sendo 10 a melhor nota, o iPhone 11 Pro Max ganhou a pontuação 6/10 no desmonte do iFixit. De acordo com o site, a troca de bateria no modelo está bem mais simples, e seus vários outros componentes também estão acessíveis sem precisar de muito malabarismo para realizar a troca; a troca de tela foi outro fator positivo destacado pela página. Em contrapartida, os vidros na traseira e na frente do dispositivo ainda são frágeis, o que pode danificar facilmente o smartphone em quedas e outros acidentes.

Fontes: iFixit, The Verge

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site