Substitutos em Linux para seus aplicativos Windows favoritos

Scott Spanbauer, da PC World / EUA
18/04/2008 - 07h00 - Atualizada em 23/04/2008 - 09h51
Viver no mundo open source não quer dizer ficar sem suas aplicações prediletas. Estes 18 programas farão sua vida Linux mais fácil.

18_opensource_150Para muitos usuários, a estréia no mundo Linux é surpreendentemente fácil. Versões mais recentes e extremamente amigáveis do sistema operacional de código livre, como o Fedora e o Ubuntu, repletos de menus e ferramentas automáticas tornaram a migração do ambiente Windows para um sistema Linux um processo relativamente simples.

Mas muitos usuários desistem de permanecer no Linux quando se deparam com a necessidade de realizar alguma tarefa e não encontram a ferramenta adequada para isso. A saída? Voltar para o Windows. Mas isso não precisa continuar a ser desse jeito.

O ambiente open source oferece aplicações equivalentes às que estão disponíveis na plataforma Windows – algumas vezes até melhores do que estas. Algumas destas aplicações têm versões Windows e Mac, o que permite àqueles que optam pelo dual-boot utilizar a mesma aplicação independentemente do sistema operacional que estiver ativo.


Outros destaques da PC World:
> Conheça todas as gerações do iMac
> Celulares para acessar a web em alta velocidade
> Todos os clones do iPhone, celular da Apple
> Os 6 notebooks mais leves do mundo
> Veja 28 teclados bem curiosos

Para tornar as coisas mais simples, você encontrará abaixo o link para download desses aplicativos sempre que isso for possível. De qualquer forma, a maioria das aplicações aqui listadas vem pré-instalada nas distribuições mais populares do Linux ou então podem ser obtidas por meio de softwares de instalação online como o YUM do Fedora ou o Synaptic, programa de gerenciamento do Ubuntu.

De qualquer forma, é bom saber que instalar novos softwares por meio do programa de gerenciamento de aplicativos que é utilizado pela distribuição do Linux que se tem é geralmente mais aconselhado do que fazer isso manualmente.

Ferramentas de produtividade
Se você gosta do Microsoft Office, precisa experimentar o BrOffice.org, disponível em português. A suíte de aplicativos da empresa de Bill Gates é cheia de recursos e muito amigável, mas custa caro e, na forma nativa, não roda em Linux.

O usuário do sistema do pingüim ainda pode contar com outras ferramentas open source que costumam acompanhar muitas das distribuições Linux, entre elas o KWrite (processador de textos) e o Gnumeric (planilha eletrônica).

18_opensource_01
BrOffice.org: faz praticamente tudo que a suíte da Microsoft faz

Mas, com certeza, nada se aproxima mais do produto da Microsoft do que o BrOffice.org 2.4.0, disponível em português e que inclui editor de textos, planilha de cálculo, software de apresentação, banco de dados, ferramenta para desenhos vetorizados e editor de fórmulas matemáticas.


O melhor de tudo é que estes aplicativos podem importar e exportar arquivos nativos no formato Microsoft, ou ainda ser configurado para utilizar tais formatos como padrão. E ainda existem versões disponíveis tanto para Mac OS X quando Windows.

O Outlook da Microsoft é a única ferramenta que o BrOffice.org não contempla. Mas é possível utilizar o Evolution, programa que combina um excelente cliente de e-mail com gerenciador de contatos, calendário, bloco de notas e lista de tarefas.

18_opensource_02
Evolution: um ‘Outlook’ gratuito incluído no desktop Gnome

Compatível com protocolos-padrão como POP3 e IMAP, diretórios LDAP e servidores de calendário CalDAV, o Evolution permite importar e exportar informações facilmente e também seu compartilhamento com outros contatos online. O software permite ainda fazer link com sua conta no Gmail.

Em vez do Word, você pode usar o Bloco de notas do Windows, ou então optar pelo Kate ou Gedit. Na maior parte das vezes, tudo o que se precisa é digitar um texto – somente texto – sem acrescentar qualquer tipo de formatação ou outros códigos escondidos. Tais editores são muito, muito fáceis de usar.

Sistema com Linux ou Unix são famosos (e algumas vezes motivo de crítica) por seus poderosos editores de linha de comando, como o vi e o emacs. Mas isso não quer dize que você precise arrancar os cabelos se tiver de editar um arquivo de texto.


O gerenciador de desktop KDE (padrão em sistemas com o SuSE Linux) vem como o Kate; já ambientes Gnome (padrão no Ubuntu), oferece o Gedit. Como o Bloco de notas, ambos são muitos fáceis de usar.

Se você gosta do gerenciador financeiro pessoal Quicken, deve esperimentar o GnuCash. O produto da Intuit é largamente utilizado, mas infelizmente, não roda em modo nativo em Linux. O GnuCash não vem com tantas funcionalidades como o Quicken, mas ele é capaz de gerenciar todas as suas contas e despesas e muito mais. Ah! E pode importar arquivos QIF e QFX do Quicken facilmente.

Para quem usa o QuickBooks como gerenciador financeiro de pequenas empresa, poderá usar o GnuCash sem problemas. A melhor forma de obter esse aplicativo é utilizar o gerenciador de aplicativos do seu Linux. Para saber mais sobre o software, clique aqui (em inglês).

Para quem está acostumado com o Microsoft Publisher, o Scribus é uma ferramenta open source totalmente compatível. Com ele, criar newsletters, brochuras e apresentação a partir de rascunhos ou a partir de templates, é muito fácil.

18_opensource_03
Scribus: poderosa, mas leve, ferramenta de desktop publishing

E o software ainda permite exportar os documentos criados para o formato PDF, permitindo substituir o Acrobat da Adobe. Um porém: o Scribus não consegue importar projetos do Quark nem do InDesign, infelizmente.

Aplicações para web
Troque o Internet Explorer pelo Konqueror. Se você já usa o Firefox ou o Opera, migrar para o Linux trará pouco efeito em sua experiência online. Estes dois navegadores já estão disponíveis em versões nativas para o Linux e seu comportamento nesse ambiente é muito similar ao do Windows. Mas não quando o assunto é o IE, que só roda no ambiente Windows.


Para quem utiliza o desktop KDE, o Konqueror apresenta uma dupla função. Ele serve tanto como browser, como gerenciador de arquivos. Ele também funciona no Gnome, mas a sua carga inicial nesse ambiente é um pouco mais lenta.

Você é viciado em messengers? Então experimente o Pidgin ou o Kopete. A AOL possui uma versão Linux de seu comunicador instantâneo. Mas para que limitar-se a apenas um serviço?

O Pidgin – que já se chamou Gaim – é compatível com mais de um dezena de comunicadores instantâneos, tais como AIM, Google Talk, ICQ, MSN Messenger e Yahoo Messenger.

18_opensource_04
Pidgin (ex-Gaim): integrador universal de mensagens instantâneas

Quem está no ambiente KDE vai preferir o Kopete, que oferece suporte similiar, mas se integra melhor do que o Pidgin nessa plataforma.

Usuários do BitTorrent precisam experimentar o Azureus. O compartilhamento peer-to-peer já não serve apenas para piratear conteúdo. Muitos distribuidores Linux oferecem imagens .iso de suas aplicações por meio dessas redes.

Com o Azureus, mesmo mesmos usuários novatos em P2P podem encontrar e compartilhar arquivos; mas ele também incorpora funcionalidades avançadas para experts.


Ok. Sabemos que existe cliente Skype que roda no Linux. Mas nada impede que você, caso queira, utilize o Ekiga. A versão Linux do Skype é quase idêntica à que roda no Windows – até a versão 1.4, não havia suporte a vídeo; o beta do Skype 2.0 já preencheu essa lacuna.

18_opensource_04A
Ekiga: Voz sobre IP, no Linux também

Para quem deseja mergulhar de vez no mundo do software livre, o Ekiga é a melhor saída para uma solução de voz sobre IP (VoIP). O software utiliza o padrão SIP e é compatível com outras aplicações que também usem VoIP, como o Windows Messenger.

Para quem é assinante de alguma serviço de VoIP compatível com a plataforma SIP (como o Gizmo Wengo), o Ekiga permite fazer ligações tanto para telefones fixos quanto móveis.

Aplicativos de autoria e reprodução de áudio e vídeo
Para quem utiliza o iTune ou Windows Media Player, sugerimos dar uma chance ao Amarok ou ao VLC. É muito provável que sua distribuição Linux já incorpore algum player de música, mas o único que mais se aproxima das funcionalidades existentes nos tocadores para Windows é o Amarok.

Como no iTunes (ou no Windows Media Player ou ainda no Winamp), pode-se construir bibliotecas de músicas, reproduzir CDs, criar playlists, copiar canções para dispositivos MP3 portáteis e fazer stream de estações online, entre as quais a Last.fm.

18_opensource_05
Amarok: faça streaming e reproduza suas músicas e podcasts

Ripar CDs para a biblioteca do Amarok vai exigir utilizar o Konquerer ou ainda os excelentes Sound Juicer ou Grip, ripadores que acompanham a maioria das distribuições Linux. E o Amarok ainda inclui uma loja online de músicas, embora careça de bons títulos.

Infelizmente, o Amarok não reproduz vídeos. Mas existe um player excelente para isso, o VLC, capaz de reproduzir praticamente qualquer formato de arquivo multimídia.


Em vez do Nero, opte pelo K3B. O Nero 8 Ultra Edition é poderoso: ripa, queima, faz autoria, backup e muito mais, tanto em CDs quanto DVDs. O K3B faz quase tudo isso. Ele permite ripar e copiar CDs e DVDs; cria imagens .iso em DVDs; formatar e apagar DVDs e CDs regraváveis; queimar CDs e DVDs; criar CDs de áudio, vídeo DVDs e discos de dados em ambos os formatos.

Substitua o Windows Media Center pelo MythTV. Saiba que este programa faz muito bem a tarefa, suportando todos os mais populares cartões de captura de vídeo (incluindo as versões HDTV) e controles remotos.

Instalar e configurar o MythTV não é algo para novatos em Linux. Uma forma de contornar tal dificuldade é baixar e instalar o Mythbuntu, variante do MythTV que vem pré-instalado no Ubuntu.

Outros aplicativos e utilitários
Vai editar imagens? Use o GIMP ou ainda o Krita. O GIMP é uma ferramenta poderosa de edição de imagens capaz de rivalizar com a solução da Adobe; contudo, poder ser um pouco difícil de lidar com ela no início.

Quem está acostumado com o Photoshop pode fazer uma transição menos traumática se, antes, utilizar o GIMPshop, versão modificada do GIMP original que mimetiza a interface do produto da Adobe.

Para agregar funcionalidades não contempladas no GIMP, tais como suporte a imagens RAW, existem vários plug-ins que podem ser instalados. Mas se você está apenas começando no mundo das edições de imagens no Linux, sugerimos as ferramentas que compõem o Krita e que devem atender as necessidades de iniciantes e de profissionais.

18_opensource_06
GIMP: todo o poder do Photoshop sem pagar nada por isso

Troque também o Partition Magic pelo GParted. Mover, redimensionar, adicionar e deletar partições no disco rígido é sempre uma tarefa estressante. Nem o Windows proporciona as ferramentas necessárias para lidar com a maior parte dessas tarefas, o que obriga os usuários a comprar utilitários caros.

Em contrapartida, a maior parte das distribuições Linux oferece uma ferramenta poderosa – e gratuita – chamada GParted. Por meio de uma interface gráfica, o software exibe as partições existentes, bem como o tamanho de cada uma delas. E oferece uma fácil ferramenta drag-and-drop para modificá-las. Para aprender como usá-la a fundo, clique aqui.

Assine a Newsletter. É rápido. É grátis.

White Papers

Quero migrar para a nuvem, mas como devo começar?

Desenvolvido pelos especialistas em TIC da Algar, este guia irá esclarecer todas as suas dúvidas sobre o processo de migração para a nuvem e mostrará como é possível reduzir custos de infraestrutura e manutenção. Descubra por que as empresas estão aderindo ao Cloud. Acesse o guia agora e veja 8 passos importantes para realizar a migração de aplicações e serviços de sua empresa para a nuvem.

8 dicas para reduzir os custos de TI da sua empresa

Os especialistas em TIC da Algar Telecom desenvolveram um E-book exclusivo para os gestores de TI. As dicas que serão apresentadas a seguir têm o propósito de ajudar os gestores no caminho de revisão estrutural do negócio, tendo como meta a redução de custos, mas com a manutenção da qualidade e eficiência. Acesse agora o e-book e veja como aumentar a performance de seu TI economizando.

Webinar: Elastic Cloud na prática

Os especialistas em TIC da Algar apresentam um Webinar interativo para mostrar como funciona a migração para a nuvem e os benefícios da Nuvem Flexível da Algar. Entenda o que são unidades de processamento e como contabilizá-las, como decidir qual a melhor configuração para o seu negócio, aprenda também como fazer o setup do ambiente de Cloud de sua empresa, monitoramento do ambiente e controle das configurações. Neste webinar entenda como a nuvem flexível da Algar Telecom funciona.

Reviews

Mais reviews

Belo design, capas coloridas permitem personalizar o aparelho
Tela grande e de ótima qualidade
Bom desempenho e autonomia de bateria
Tem slot para cartões microSD

Câmera traseira tem foco fixo
Não tem flash
Não tem câmera frontal
Só 4 GB de memória interna

Desempenho excepcional
Excelente autonomia de bateria

Tela tem péssima qualidade de imagem
Grande e desengonçado