Facebook anuncia aba “Notícias” com curadoria de jornalistas

Algumas publicações serão personalizadas para o perfil de cada usuário

Foto: Shutterstock
http://pcworld.com.br/facebook-anuncia-aba-noticias-com-curadoria-de-jornalistas/
Clique para copiar

Há algum tempo, o Facebook começou a usar a aba “Explore Feed” para unificar publicações noticiosas em um só lugar, porém, abortou a missão quando percebeu que estava dando audiência para sites que promoviam notícias falsas e, consequentemente, os acessos à sites confiáveis diminuíram. Nesta sexta-feira (25), a empresa revelou a aba “News”.

Os usuários dos Estados Unidos poderão usar uma aba dedicada ao conteúdo jornalístico digital, inclusive em parceria com grandes mídias populares, como o The Wall Street Journal, USA Today, The Washington Post, Bloomberg e BuzzFeed. As empresas vão receber um alto cachê para que suas notícias sejam publicadas na ferramenta.

O Facebook aprendeu com o passado e percebeu que não pode deixar a curadoria apenas com inteligências artificiais e, por isso, haverá uma equipe de jornalistas reais selecionando as pautas diárias mais importantes a serem divulgadas na aba “News”. Também haverá uma inteligência artificial para buscar outras publicações não tão importantes.

A atualização está sendo realizada nos aplicativos para Android, iOS e também na interface de web, porém, apenas usuários dos Estados Unidos poderão testar a novidade.

“O jornalismo desempenha um papel crítico em nossa democracia. Quando as notícias são profundamente apuradas e de boa procedência, elas fornecem às pessoas informações nas quais elas podem confiar. Quando não é, perdemos uma ferramenta essencial para tomar boas decisões […] O News dá às pessoas mais controle sobre as histórias que veem e a capacidade de explorar uma ampla gama de interesses de notícias diretamente no aplicativo do Facebook”, explicou a rede social em um post no seu blog oficial.

A aba “News” também entregará conteúdo personalizado aos usuários, com indicações de publicações baseadas nas informações pessoais de cada consumidor da rede social.

A companhia de Mark Zuckerberg ainda revelou que a seleção de notícias não tem parcialidade. Serão levados em consideração alguns fatores para a escolha das notícias, como pontualidade, imparcialidade, profundidade, entre outros. Ainda não há previsão para a expansão do novo recurso em outros países.

Fonte: Facebook

tags

Relacionadas

Facebook e Instagram vão sinalizar publicações “fake news”

Por enquanto, a novidade está disponível apenas nos Estados Unidos

Primeira “novela” do Facebook vai abordar histórias que viralizaram no grupo LDRV

Com certeza você já ouviu falar

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site