Primeiros smartphones com Ubuntu serão lançados ainda neste ano

Martyn Williams, IDG News Service
19/02/2014 - 17h02 - Atualizada em 19/02/2014 - 17h04
Aparelhos serão produzidos por empresas como a chinesa Meizu e a européia bq, e vendidos online.

Os primeiros smartphones baseados no sistema operacional Ubuntu, uma distribuição Linux desenvolvida pela Canonical, serão lançados neste ano, disse Mark Shuttleworth, CEO da empresa, durante uma conferência via telefone com repórteres nesta quarta-feira.

A Meizu, uma fabricante chinesa, e a bq, que atua na Europa, serão as primeiras empresas a produzir os aparelhos. Shuttlewroth não divulgou nenhum outro detalhe sobre os aparelhos, mas deu a entender que o modelo da bq será um smartphone Dual-SIM, e que o da Meizu irá combinar Ubuntu e Android em um sistema dual-boot. Amostras de ambos os aparelhos estarão em exibição na próxima semana durante o Mobile World Congress, em Barcelona.

O Ubuntu é mais conhecido como um sistema operacional baseado em Linux para desktops e servidores, que tem uma reputação de ser mais fácil de operar, e manter, que muitas outras distribuições Linux. A Canonical, empresa por trás do sistema, anunciou os planos para uma versão do Ubuntu para dispositivos móveis no início de 2013.

No meio do ano passado a empresa lançou um projeto de “crowdfunding” para produzir um sofisticado “smartphone conceito” baseado no sistema operacional. Embora a campanha pelo Ubuntu Edge tenha tido um início vigoroso, com mais de US$ 1 milhão arrecadado já nas primeiras horas, o entusiasmo rapidamente diminuiu e a campanha arrecadou no total apenas US$ 13 milhões, menos da metade da meta de US$ 32 milhões.

Shuttleworth afirma que o objetivo é tornar o Ubuntu a 3º plataforma móvel mais popular na indústria. Isso a colocaria à frente do Windows Phone e BlackBerry OS, que atualmente são a terceira e quarta plataformas mais populares, atrás do Android da Google e iOS da Apple. 

Mas até o momento os consumidores parecem estar bem felizes com os líderes de mercado, que sozinhos respondem por 94% do total de vendas de smartphones mundialmente. A Microsoft e a BlackBerry dividem 5%, enquanto outros sistemas correspondem a apenas 1%, de acordo com dados do Gartner.

Shuttleworth diz acreditar que a chave para ganhar participação no mercado será a convergência ou fusão das plataformas desktop e mobile de forma que arquivos criados e dados obtidos em uma possam estar imediatamente disponíveis através de apps na outra. A empresa planeja eventualmente transformar seus sistemas operacionais para desktops e dispositivos móveis em uma plataforma comum.

A Canonical também irá focar no crescimento do número de apps disponíveis para a plataforma Ubuntu em smartphones. A falta de apps populares tem sido uma crítica comum aos sistemas da Microsoft e da BlackBerry, e Shuttleworth disse que quer ter versões para Ubuntu dos “50 aplicativos mais populares no Android e no iOS” durante o lançamento dos novos aparelhos.

Foi o que disse Steve Ballmer, na época CEO da Microsoft, quando a empresa lançou a plataforma Windows Phone 8. A empresa levou muitos meses para conquistar os desenvolvedores, e em muitos casos cobriu os custos associados ao desenvolvimento dos apps.

Shuttleworth se mantém otimista

“Estamos muito confiantes de que faremos um bom espetáculo”, disse.

Assine a Newsletter. É rápido. É grátis.

White Papers

O Guia do Chief Digital Officer para a transformação digital

Neste guia confira importantes etapas para a transformação digital de sua empresa e o papel das APIs neste processo.

API360: O modelo completo de estratégia de API para empresas

APIs são componentes cruciais para impulsionar as iniciativas digitais de sua empresa. Acesse este material e veja como gerenciar e criar uma estratégia de API de sucesso.

Como viabilizar e proteger minha empresa na nova economia dos aplicativos?

Oferecer aplicações seguras, gerenciar o volume de informações, gerenciar a identidade de usuários e proteger dados confidenciais são desafios da economia dos aplicativos. Acesse este white paper e veja como impulsionar seus negócios nesta nova era.

Reviews

Mais reviews

Belo design, capas coloridas permitem personalizar o aparelho
Tela grande e de ótima qualidade
Bom desempenho e autonomia de bateria
Tem slot para cartões microSD

Câmera traseira tem foco fixo
Não tem flash
Não tem câmera frontal
Só 4 GB de memória interna

Desempenho excepcional
Excelente autonomia de bateria

Tela tem péssima qualidade de imagem
Grande e desengonçado