Com o Core M, Intel torna os chips para PCs mais adequados aos tablets

Agam Shah, PCWorld EUA
03/06/2014 - 16h38 - Atualizada em 03/06/2014 - 16h42
Novo processador tem consumo inferior a 10 watts e pode ser resfriado sem ventoinhas

A Intel quer dar mais desempenho aos tablets ao mesmo tempo em que reduz o consumo de energia, e para isso está lançando uma nova linha de processadores chamada Core M. Ela é baseada na arquitetura Core usada nos populares processadores Core i3, i5 e i7, encontrados principalmente em desktops e notebooks. Mas a linha Core M terá um consumo de menos de 10 Watts, o que a distingue dos outros processadores da família Core que tem consumo maior do que isso.

“É o processador mais eficiente no uso de energia na história da Intel”, disse a presidente da empresa, Renee James, durante uma palestra na feira de tecnologia Computex, em Taipei, nesta terça-feira.

Segundo James, o objetivo é aumentar o desempenho dos dispositivos móveis. O chip não requer refrigeração ativa, ou seja, dispensa ventoinhas e exaustores, e poderá ser encontrado em tablets e laptops ultrafinos até o final do ano, disse ela.

James mostrou um fino protótipo de um tablet, com tela de 12,5 polegadas e apenas 7,2 mm de espessura, pesando 672 gramas. O tablet, de codinome Llama Mountain, tinha um processador Core M baseado na futura arquitetura Broadwell e pode ser acoplado a um teclado para se transformar em um notebook.

Segundo Jonney Shih, chairman da Asus, a empresa irá lançar híbridos da família Transformer equipados com processadores Core M ainda neste ano.

Alguns tablets, como os Surface Pro 3 da Microsoft, já usam os mesmos processadores Intel Core usados em notebooks. A Intel também oferece processadores Atom para tablets, mas o desempenho não se compara ao dos processadores Core. Os fabricantes de PCs querem oferecer mais tablets e híbridos, e estão se voltando aos Core, especialmente nos produtos voltados ao mercado corporativo.

A Intel está perseguindo agressivamente o mercado de tablets, que é dominado pela ARM, e também está promovendo designs híbridos em um esforço para rejuvenescer um mercado de PCs cada vez mais fraco. Em sua palestra, James disse que a família Core M irá permitir que os parceiros da Intel em Taiwan criem novos designs de PCs e tablets.

Não ficou claro se haverá uma versão dos processadores Core M baseada na atual arquitetura Haswell usada no restante da família Core.

James também disse que 130 novos modelos de tablets Android e Windows, baseados nos processadores Atom de codinome Merrifield, Moorefield e Bay Trail, estarão disponíveis no mercado neste ano. A Intel estabeleceu uma meta de 40 milhões de tablets equipados com seus processadores neste ano e está a caminho de cumprí-la, disse James.

Um processador Atom quad-core com modem 3G integrado, de codinome Sofia e o primeiro produto da empresa nesta categoria, estará em aparelhos no início do ano que vem. James mostrou um prótótipo funcional do Sofia ao atender uma chamada em um smartphone equipado com o chip. Na semana passada a Intel estabeleceu um acordo com a fabricante chinesa Rockchip para produzir uma versão customizada do Sofia para fabricantes de tablets e smartphones, a partir do ano que vem.

Assine a Newsletter. É rápido. É grátis.

White Papers

Tendências em criptografia e gestão de chaves: Brasil

Grandes violações e ataques cibernéticos fizeram crescer a urgência das empresas em aprimorar sua postura de segurança. Diante deste cenário, a pesquisa conduzida pelo Ponemon Institute examinou o uso da criptografia como estratégia de segurança dos dados da empresa e qual o impacto dessa tecnologia na postura de segurança.

A Transformação Digital depende do gerenciamento de dados corporativos

Os dados são ativos valiosos para as corporações e imprescindíveis para manter sua competitividade no mercado. Conhecer estes dados e transformá-los em informação estratégica para o seu negócio é fundamental para gerar vantagem competitiva, manter e conquistar novos clientes. Mas como ver, controlar ou regular seus dados? Acesse este white paper para conferir os principais desafios enfrentados pelas organizações diante de seu grande volume de dados corporativos e como torná-los em ativos estratégicos.

10 principais tendências de Business Intelligence para 2017

Reviews

Mais reviews

Belo design, capas coloridas permitem personalizar o aparelho
Tela grande e de ótima qualidade
Bom desempenho e autonomia de bateria
Tem slot para cartões microSD

Câmera traseira tem foco fixo
Não tem flash
Não tem câmera frontal
Só 4 GB de memória interna

Desempenho excepcional
Excelente autonomia de bateria

Tela tem péssima qualidade de imagem
Grande e desengonçado