Intel quer que seu próximo computador não tenha fios

Agam Shah, PCWorld EUA
04/06/2014 - 11h56 - Atualizada em 04/06/2014 - 11h58
Empresa trabalha em sistemas para conexões de vídeo, dados e recarga sem fios, e espera ter modelos prontos em 2016.

Os PCs estão a caminho de uma “verdadeira experiência sem fios”, e a Intel está trabalhando em tecnologias para eliminar cabos de força, conectores de vídeo e os cabos dos periféricos, disse Kirk Skaugen, Vice-Presidente Sênior e Gerente Geral do grupo de “PC Cliente” na Intel, durante uma apresentação na feira de tecnologia Computex, que acontece nesta semana em Taipei.

A empresa trabalha em novas tecnologias para recarga, acomplamento, transmissão de vídeo e de dados sem fios. Skaugen compartilhou alguns detalhes destas tecnologias e demonstrou durante a apresentação como elas poderão funcionar.

A Intel espera ter um PC completamente livre de fios em 2016, e irá produzir um design de referência baseado em um processador da família Core de codinome Skylake, sucessor da próxima geração, de codinome Broadwell.

Talvez o maior elemento na visão da Intel de um computador livre de fios é a tecnologia para transmissão de sinais de vídeo e de dados. A Intel quer eliminar todos os fios dos desktops com a tecnologia WiGig, que é três vezes mais rápida que a geração atual do Wi-Fi, 802.11ac.

Uma conexão WiGig poderá ligar os desktops aos monitores e também servir para a comunicação com teclados e mouses, disse Skaugen. A Intel está desenvolvendo módulos WiGig para notebooks, desktops e monitores de alta resolução. WiGig tem o potencial para substituir tecnologias como HDMI e DisplayPort, e os módulos poderão ser integrados aos PCs já a partir do próximo ano, disse Skaugen.

A Dell já oferece uma dock WiGig externa como uma ponte entre monitores e PCs. O próximo passo, segundo Skaugen, é colocar os módulos dentro dos computadores.

A Intel também está trabalhando em recarga sem fios. Será possível recarregar notebooks e tablets simplesmente colocando-os sobre uma mesa ou outra superfície compatível, como já é possível com smartphones. A Intel está liderando o desenvolvimento de uma nova especificação para recarga sem fios que irá suportar até 20 Watts ou mais de potência, usando um sistema de ressonância magnética para possibilitar a recarga de notebooks.

Skaugen demonstrou um notebook sendo recarregado sem fios quando colocado em uma mesa. A tela ficava mais brilhante quando mais próximo da mesa ele ficava, indicando que a bateria estava sendo recarregada. Skaugen também mostrou um notebook Lenovo Yoga com recarga sem fios.

A Intel também anunciou que se juntou à A4WP (Alliance for Wireless Power), um grupo que define uma especificação para sistemas de recarga sem fios baseados em ressonância magnética. Fabricantes de PCs como a Fujitsu, Dell e outros também se juntaram à organização. Samsung e Qualcomm já são membros da A4WP.

Além de uma experiência sem fios, a Intel também quer tornar os computadores mais interativos. PCs com câmeras 3D chegarão ao mercado no final deste ano, disse Skaugen. As câmeras serão capazes de analisar a profundidade de uma imagem, como fazem os olhos humanos, o que irá ajudar a detectar movimento, reconhecer emoções humanas ou até mesmo determinar hábitos de leitura.

Isso é parte de um esforço da Intel chamado Perceptual Computing, em que informações obtidas através de múltiplos sensores ajudam o computador a “perceber” o mundo ao seu redor, tornando a nossa interação com a máquina mais fácil.

Assine a Newsletter. É rápido. É grátis.

White Papers

Tendências em criptografia e gestão de chaves: Brasil

Grandes violações e ataques cibernéticos fizeram crescer a urgência das empresas em aprimorar sua postura de segurança. Diante deste cenário, a pesquisa conduzida pelo Ponemon Institute examinou o uso da criptografia como estratégia de segurança dos dados da empresa e qual o impacto dessa tecnologia na postura de segurança.

A Transformação Digital depende do gerenciamento de dados corporativos

Os dados são ativos valiosos para as corporações e imprescindíveis para manter sua competitividade no mercado. Conhecer estes dados e transformá-los em informação estratégica para o seu negócio é fundamental para gerar vantagem competitiva, manter e conquistar novos clientes. Mas como ver, controlar ou regular seus dados? Acesse este white paper para conferir os principais desafios enfrentados pelas organizações diante de seu grande volume de dados corporativos e como torná-los em ativos estratégicos.

10 principais tendências de Business Intelligence para 2017

Reviews

Mais reviews

Belo design, capas coloridas permitem personalizar o aparelho
Tela grande e de ótima qualidade
Bom desempenho e autonomia de bateria
Tem slot para cartões microSD

Câmera traseira tem foco fixo
Não tem flash
Não tem câmera frontal
Só 4 GB de memória interna

Desempenho excepcional
Excelente autonomia de bateria

Tela tem péssima qualidade de imagem
Grande e desengonçado