Microsoft Band marca entrada da Microsoft no mercado de smartwatch

Mark Hachman - PC World
30/10/2014 - 09h32 - Atualizada em 30/10/2014 - 17h32
O relógio tem o formato de pulseira e foi desenhado para acompanhar atividades diárias 24x7. Ele é o carro-chefe da iniciativa Microsoft Health

Na noite desta quarta-feira, 29/10, a Microsoft confirmou o que já esperávamos: que ela, também, vai entrar no agitado mercado de relógios inteligentes (smartwatch) e que pretende que usemos seu novo produto, o Microsoft Band, o dia todo, todos os dias da semana.

Muito parecido com uma pulseira de hospital, o Microsoft Band custa US$ 200 e tem um display retangular, de 320 x106, para informações. A Microsoft promete duração de 48 horas para a bateria do Band (embora usar o GPS possa reduzir ligeiramente isso) e ele vai levar cerca de uma hora e meia para recarregar a bateria totalmente.

O relógio no entanto não é à prova d'água, portanto os nadadores vão ter de procurar outro acessório para usar. Mas segundo a Microsoft o Band encara respingos e consegue trabalhar em temperaturas que variam de -10o C a 40o C. O relógio já está à venda na Microsoft Store, em três diferentes tamanhos de pulseira (para diferentes pulsos).

Múltiplos sensores

O dispositivo tem vários sensores - entre eles monitor óptico de batimentos cardíacos, GPS, raios ultravioleta, luz ambiente e temperatura da pele. Ele vai monitorar seu batimento cardíaco 24x7 e conferir se você está dormindo bem. Os dados serão armazenados num mecanismo que a Microsoft está chamando de Intelligence Engine, um tipo de irmão mais novo da assistente pessoal Cortana. O Band vai guardar seus dados, sem precisar de conexão, e depois os envia para seu smartphone via Bluetooth. 

O Band foi projetado pela Microsoft para ser uma plataforma. A empresa quer atrair desenvolvedores externos para criar apps com os quais o relógio compartilhe seus dados e já fechou algumas parcerias. 

Na lista estão o MyFitnessPal, MapMyFitness, RunKeeper, Gold's Gym (que vai criar rotinas de exercícios específicas) e até Starbucks. No caso do Starbucks, o Band pode armazenar seus dado do cartão de compras da cafeteria. 

microsoft band starbucks 520

Para todos os smartphones

O Band foi projetado para ser "universal", funciona com todos os tipos de sistema operacional móvel. Ele é compatível com iPhones Apple (4S, 5, 5C, 5S, 6, 6 Plus rodando iOS 7.1 ou mais recente); aparelhos Android (4.3 ou 4.4) e Windows Phones (que sem o Windows Phone 8.1 Update).

Ele não permite fazer ligações, mas vai exibir mensagens, alertas de compromissos, emails, posts de Facebook e tweets do Twitter. Ele inclui claro um microfone, para ativar Cortana ou mesmo ditar uma mensagem, mas como não existem speakers, a resposta da assistente pessoal virá na forma de texto na tela.

Iniciativa de saúde

A Microsoft está considerando o Band o carro-chefe da sua iniciativa Microsoft Health, que inclui produtos como o HealthVault, que permite ao usuário compartilhar seus dados com seu serviço de saúde ou seu médico. Com a combinação dos dois - Band e Health - a Microsoft quer fazer seu dia melhor.
 
microsoft band 3 520

Como? Bem, para começar, a Microsoft vê o seu Intelligence Engine como "personal trainer" do usuário, oferecendo sugestões de como melhorar suas atividades. Com o tempo, o Engine poderá por exemplo dar a dica de que alimento comer no café da manhã para melhorar sua corrida.  

A dúvida é se os usuários vão embarcar na pulseira de US$ 200 da Microsoft, que compete hoje com vários outros dispositivos semelhantes do mercado, ou se vão preferir os smartwatches sofisticados das concorrentes Apple ou do ecossistemas Google.

 

 

Assine a Newsletter. É rápido. É grátis.

White Papers

O que é transformação digital?

A quarta onda de mudanças disruptivas nos negócios já se estabeleceu na América Latina. Durante o último ano, ouviu-se repetidamente as palavras “modernização”, “disrupção” e “inovação”. Mas afinal como estes conceitos realmente impactam os negócios? Sua empresa já iniciou o processo de transformação digital? Acesse este white paper e se aprofunde sobre o conceito.

Entenda como ter ganhos financeiros ao ter controle de seu parque de impressão

Em um momento econômico de retomada, as empresas que priorizaram o crescimento mesmo em um cenário adverso, buscaram parceiros em diversos setores que suportassem e apoiassem este movimento. A Le Biscuit encontrou na Simpress, empresa líder no mercado de outsourcing de impressão, o parceiro ideal para auxiliá-los na otimização de custos e processos neste segmento. Acesse o case e veja em mais detalhes como a Le Biscuit obteve controle de seu parque de impressão reduzindo seus custos e aumentado sua eficiência.

5 vantagens da clonagem de banco de dados para a criação de ambientes de teste

Em todos os projetos que envolvem a criação de ambientes de desenvolvimento e homologação existem desafios de tempo e custo operacional. Confira neste white paper 5 vantagens da clonagem de banco de dados e os benefícios que a solução DBClone pode oferecer para acelerar a criação de ambientes de desenvolvimento.

Reviews

Mais reviews

Belo design, capas coloridas permitem personalizar o aparelho
Tela grande e de ótima qualidade
Bom desempenho e autonomia de bateria
Tem slot para cartões microSD

Câmera traseira tem foco fixo
Não tem flash
Não tem câmera frontal
Só 4 GB de memória interna

Desempenho excepcional
Excelente autonomia de bateria

Tela tem péssima qualidade de imagem
Grande e desengonçado