Samsung culpa baterias ruins por problemas com o Galaxy Note 7

Da Redação
23/01/2017 - 10h45 - Atualizada em 23/01/2017 - 10h46
Empresa contou com equipe dedicada de 700 pessoas para testar 200 mil aparelhos e 30 mil baterias extras para descobrir o que houve de errado com o aparelho.

A Samsung revelou na noite deste domingo, 22/1, as causas dos problemas todos que levaram ao fim prematuro do seu smartphone Galaxy Note 7, que foi descontinuado após poucos meses no mercado.

Segundo a Samsung, foram descobertas duas falhas diferentes com as baterias do Note 7, como tinha-se suspeitado na época que os primeiros modelos do aparelho começaram a pegar fogo e soltar fumaça.

Como aponta o Recode, a primeira bateria tinha uma falha de design no canto superior direito que podia causar um curto-circuito - daí os aparelhos pegarem fogo e soltarem fumaça.  Já a bateria usada nos modelos substitutos, após o primeiro lote ser retirado do mercado, tinham um problema de produção que podia causar incêndios por conta de um defeito de solda - além disso, algumas unidades desse segundo modelo não possuíam a fita de isolamento.

No total, a Samsung contou com uma equipe dedicada de 700 funcionários para testar 200 mil aparelhos e 30 mil baterias extras para descobrir o que houve de errado com o Note 7.

A empresa sul-coreana também contratou três empresas independentes, UL, Exponent e TUV Rheinland, que registraram resultados parecidos sobre o caso.

Assine a Newsletter. É rápido. É grátis.

White Papers

Tendências em criptografia e gestão de chaves: Brasil

Grandes violações e ataques cibernéticos fizeram crescer a urgência das empresas em aprimorar sua postura de segurança. Diante deste cenário, a pesquisa conduzida pelo Ponemon Institute examinou o uso da criptografia como estratégia de segurança dos dados da empresa e qual o impacto dessa tecnologia na postura de segurança.

A Transformação Digital depende do gerenciamento de dados corporativos

Os dados são ativos valiosos para as corporações e imprescindíveis para manter sua competitividade no mercado. Conhecer estes dados e transformá-los em informação estratégica para o seu negócio é fundamental para gerar vantagem competitiva, manter e conquistar novos clientes. Mas como ver, controlar ou regular seus dados? Acesse este white paper para conferir os principais desafios enfrentados pelas organizações diante de seu grande volume de dados corporativos e como torná-los em ativos estratégicos.

10 principais tendências de Business Intelligence para 2017

Reviews

Mais reviews

Belo design, capas coloridas permitem personalizar o aparelho
Tela grande e de ótima qualidade
Bom desempenho e autonomia de bateria
Tem slot para cartões microSD

Câmera traseira tem foco fixo
Não tem flash
Não tem câmera frontal
Só 4 GB de memória interna

Desempenho excepcional
Excelente autonomia de bateria

Tela tem péssima qualidade de imagem
Grande e desengonçado