Especialista dá 9 dicas para se proteger dos ataques cibernéticos

Da Redação
10 de abril de 2017 às 19h41
Limpeza do sistema operacional e softwares, apagar arquivos desnecessários e limpar a lixeira ajudam contra cibercriminosos

Quanto mais lixo digital acumulado no seu computador pessoal ou seus dispositivos móveis, maiores os riscos de ciberataques. Segundo especialista em segurança Eddy Willems, da empresa G Data, sanear a memória dos equipamentos e manter o sistema operacional e softwares sempre atualizados são atitudes que ajudam na proteção contra ameaças cibernéticas. 

“A limpeza vai deixar o equipamento mais rápido e eficiente nas tarefas diárias”, afirma o especialista. "É muito importante que o sistema operacional e outros programas instalados no PC ou aparelho móvel estejam sempre com a última versão liberada pelo fabricante. As atualizações automáticas são recomendáveis porque o usuário se envolve com outras tarefas e raramente se lembra de fazer isso. Por sua vez, os criminosos cibernéticos são especialistas em criar novas armadilhas e possuem todo o tempo do mundo para suas práticas contra os usuários e suas ações são facilitadas pela sujeira e desatualização dos equipamentos”, diz Willems.

Confira 9 dicas do especialista da fornecedora de soluções antivírus:

1- Apagar o seu rastro digital: o usuário deve eliminar os cookies e seu histórico de navegação relacionadas ao uso de arquivos de Internet. Os navegadores da Web oferecem em “configurações” a opção de realizar a exclusão automaticamente;

2- Apagar as contas de usuários desatualizadas: as contas que não se usa mais é melhor serem apagadas. Por exemplo, contas de usuário em serviços antigos, tais como viagens, lazer, informação profissional, em lojas online, sites de leilão ou dados bancários associados;

3- Privacidade de suas redes sociais: o usuário deve separar um tempo para rever as suas opções de privacidade nas redes sociais. Da mesma forma, ele deve verificar a lista de contatos que foram adicionados, às vezes de forma indiscriminada, e eliminar aqueles que não são usados ou são difíceis de identificar;

4- Atualização constante:  software antigo e obsoleto é porta de entrada para vírus de computador e as atualizações devem ser automáticas. A dica vale para quaisquer aplicações, sistema operacional, navegadores e também para o software antivírus. Migrar para as versões atuais é o correto. As violações de segurança ocorrem na maioria das vezes em sistemas desatualizados;

5- Faxina geral programada: arquivos inúteis e duplicados podem ser presa fácil para os códigos maliciosos. Manter os dispositivos livres de lixo contribui para a segurança digital. Para esta tarefa é necessária uma ferramenta específica, que sabe identificar arquivos corrompidos, registro de sistemas. Esvaziar a lixeira também é uma necessidade, assim como a caixa de SPAM do correio eletrônico.

6- O perigo das senhas fracas: o usuário nunca salve as senhas no navegador. A dica é desativar este recurso e, alternativamente, usar um gerenciador de senhas. Além disso, deve-se usar senhas fortes combinadas com números, caracteres especiais e números. Nunca usar a mesma senha em mais de um serviço web;

7- Backup todo dia: os ataques de ransomware já deixaram claro que as informações armazenadas no computador podem confiscadas e perdidas para sempre. Por isso, é vital fazer cópias de segurança de todos os documentos, fotos e vídeos e também de qualquer outra informação valiosa. Caso seja vítima de um ataque de ransomware o usuário nunca deve pagar o resgate porque não há qualquer garantia que os arquivos serão devolvidos. Já existem ferramentas capazes de quebrar a criptografia de vários sequestradores de arquivos;

8- Apps só a partir de fontes oficiais: o usuário deve apenas baixar aplicativos móveis de fontes seguras e oficiais como Google Play e Apple Play ou do fabricante do seu aparelho móvel. Antes de instalar é necessário avaliar as permissões de acesso a aplicações antes da instalação;

9- Instalar uma solução de segurança abrangente:  é essencial ter um software antivírus que possua todas as ferramentas de proteção do PC ou aparelho móvel e de todos os apps, serviços de e-mail, navegação na Web e acesso a serviços bancários e compras online. Existem soluções que incluem ferramentas de otimização e sistema de registo que ajudam a alcançar uma operação mais estável e eficiente.

A G Data é representada no Brasil pela First Security.

Assine a Newsletter. É rápido. É grátis.

White Papers

Sua TI está preparada para o próximo desastre?

Garantir a segurança e proteger os recursos de TI, assegurar alta disponibilidade dos dados e ter um plano para retomar as operações rapidamente no caso de desastres inesperados são prioridades para líderes de TI de empresas que pensam no futuro. Acesse este white paper e entenda como é possível evitar tempo de inatividade e garantir disponibilidade à sua empresa com DRaaS.

Uma Nova Geração do BI: confira análises self-service que seu time de negócio e de TI vão amar

Este white paper mostra como o BI Self-Service deve funcionar e os benefícios desta nova geração de BI - uma geração que oferece um ambiente abrangente e análises sofisticadas o suficiente para satisfazer seus cientistas de dados, sendo fácil de usar e acessível para usuários de negócios.

A Próxima Era da Inteligência Analítica: A Inteligência Artificial

Apresentando sete artigos, esse relatório mostra o quão diferente pode ser o uso de IA por indústrias visando atingir uma vantagem competitiva e adequar-se melhor aos seus objetivos e aos seus clientes. Acesse este relatório e confira o que a IA pode significar para os negócios e como a IA pode agregar valor para a inteligência analítica.

Reviews

Mais reviews

Belo design, capas coloridas permitem personalizar o aparelho
Tela grande e de ótima qualidade
Bom desempenho e autonomia de bateria
Tem slot para cartões microSD

Câmera traseira tem foco fixo
Não tem flash
Não tem câmera frontal
Só 4 GB de memória interna

Desempenho excepcional
Excelente autonomia de bateria

Tela tem péssima qualidade de imagem
Grande e desengonçado