Huawei anuncia novo celular Mate 10 com tela Quad HD e chip para IA

PC World / EUA
16 de outubro de 2017 às 19h10
Após virar a segunda maior fabricante de smartphone do mundo, fabricante lança aparelho que pode fazer frente aos principais nomes do mercado.

A Huawei já superou a Apple recentemente para tornar-se a segunda maior fabricante de smartphones no mundo, atrás da Samsung, mas ainda não tinha um aparelho para bater de frente com o iPhone ou o Galaxy S/Note. A fabricante quer mudar isso com a chegada do novo Mate 10. 

Com um visual que lembra aparelhos do Google, Samsung e LG, o Mate 10 traz uma diferença importante em relação aos concorrentes: ele é mais inteligente do que o smartphone comum, alega a Huawei. Graças a um novo chip com uma unidade de processamento neural (NPU) embutida, o Mate 10 pode analisar e se adaptar ao seu arredor, permitindo que seu aparelho funcione de maneira mais rápida e fique mais tempo ligado. 

Apesar de ser a segunda maior fabricante do mundo de smartphones, a Huawei ainda não possui uma participação significativa nos EUA. O Mate 9, lançado no ano passado com suporte para a Alexa, da Amazon, não conseguiu isso, mas talvez o seu sucessor se saia melhor nesta tarefa. 

Assim como no ano passado, há duas versões do novo Mate 10, uma padrão e outra Pro. Mas elas trocaram de identidade. Com o Mate 9, o Pro tinha um botão home, uma tela menor e com resolução Quad HD, mas neste ano é o Mate 10 padrão que traz tudo isso: além de um botão home/sensor de digital na parte da frente, o Mate 10 conta com uma tela Quad HD de 5,9 polegadas (proporção de 16:9), enquanto que o Mate 10 Pro traz um display Full HD de 6 polegadas (proporção de 18:9) com um sensor de impressão digital na parte traseira.

A tela não é a única diferença entre os dois modelos. Ambos possuem 4GB de RAM e 64GB de armazenamento interno, mas apenas o Pro possui uma versão com 6GB de RAM e 128GB de armazenamento. Além disso, o Mate 10 Pro é resistente à água (com o certificado IP67), mas não traz um conector padrão de fone de ouvido. Enquanto isso, o Mate 10 padrão possui o conector de fone de 3,5mm, só que não pode ser molhado.

Tirando isso, os dois aparelhos são muito parecidos. Vale destacar que ambos possuem o processador Kirin 970, da própria Huawei, que oferece uma eficiência energética 20% maior do que o antecessor, de acordo com a fabricante. E os dois também trazem uma bateria de 4.000mAh, o que deve permitir um uso tranquilo por um dia todo com uma carga. No entanto, como ambos possuem traseiras de vidro, eles não fornecem suporte para recarga wireless. 

Como já dito acima, há uma unidade dedicada de processamento neural embutida no processador Kirin 970. Parecida com a engine neural embutida no chip A11 Bionic, da Apple, a NPU do Mate 10 ajudará o smartphone com machine learning e Inteligência Artificial (IA). 

Na parte traseira, o Mate 10 conta com conjuntos de câmeras duplas que incluem uma câmera monocromática de 20MP e uma RGB de 12MP. Ambas as lentes conta com abertura f/1.6, sendo que a câmera principal possui estabilização óptica de imagem.

A unidade neural de processamento também pode ser usada para a detecção automática de imagens, que muda dinamicamente os modos de captura com base no que você está fotografando. A câmera para selfies é padrão e mais básica, com lente de 8MP e abertura de f/2.0.

O Mate 10 será um dos primeiros aparelhos Android baseados na nova versão Oreo. A Huawei inclusive atualizou a skin da sua EMUI para a versão 8. O principal recurso do novo sistema é um dock de navegação flutuante que coloca um botão home virtual na tela que pode ser movido para qualquer lugar, o que é algo especialmente útil no Mate 10 Pro, sem um botão home físico. 

A Huawei também quer que o Mate 10 seja mais do que um smartphone, funcionando como um desktop portátil. Assim como acontece com o Galaxy S8 e o Note 8, você pode conectar o Mate 10 a um monitor para ter uma experiência completa de desktop. A bota notícia é que não será preciso comprar um dock especial para isso: basta conectar o smartphone no monitor e então poderá usar o Mate 10 como um mini-computador. 

Segundo a Huawei, o Mate 10 estará disponível nas cores marrom, dourado, rosa dourado e preto, enquanto que o Mate 10 Pro poderá ser encontrado em azul, cinza titanium, rosa dourado e marrom. O Mate 10 custará 700 dólares e chega no final de outubro ao mercado europeu. Já o Mate 10 Pro será um pouco mais caro, 800 dólares, com um lançamento previsto para o meio de novembro. A empresa não revelou o preço e data de lançamento dos aparelhos nos EUA.

Assine a Newsletter. É rápido. É grátis.

White Papers

Sua TI está preparada para o próximo desastre?

Garantir a segurança e proteger os recursos de TI, assegurar alta disponibilidade dos dados e ter um plano para retomar as operações rapidamente no caso de desastres inesperados são prioridades para líderes de TI de empresas que pensam no futuro. Acesse este white paper e entenda como é possível evitar tempo de inatividade e garantir disponibilidade à sua empresa com DRaaS.

Uma Nova Geração do BI: confira análises self-service que seu time de negócio e de TI vão amar

Este white paper mostra como o BI Self-Service deve funcionar e os benefícios desta nova geração de BI - uma geração que oferece um ambiente abrangente e análises sofisticadas o suficiente para satisfazer seus cientistas de dados, sendo fácil de usar e acessível para usuários de negócios.

A Próxima Era da Inteligência Analítica: A Inteligência Artificial

Apresentando sete artigos, esse relatório mostra o quão diferente pode ser o uso de IA por indústrias visando atingir uma vantagem competitiva e adequar-se melhor aos seus objetivos e aos seus clientes. Acesse este relatório e confira o que a IA pode significar para os negócios e como a IA pode agregar valor para a inteligência analítica.

Reviews

Mais reviews

Belo design, capas coloridas permitem personalizar o aparelho
Tela grande e de ótima qualidade
Bom desempenho e autonomia de bateria
Tem slot para cartões microSD

Câmera traseira tem foco fixo
Não tem flash
Não tem câmera frontal
Só 4 GB de memória interna

Desempenho excepcional
Excelente autonomia de bateria

Tela tem péssima qualidade de imagem
Grande e desengonçado