Seis dicas para o uso saudável do smartphone

Se usada com cautela, a tecnologia é uma excelente aliada no ensino-aprendizagem

Foto: Shutterstock
http://pcworld.com.br/seis-dicas-para-o-uso-saudavel-do-smartphone/
Clique para copiar

Não há como negar a importância da tecnologia para a realização de tarefas do dia a dia. Hoje, tudo fica mais fácil e rápido com o uso de computadores, tablets e smartphones. O mundo virtual passou a ter um significado diferente com o advento da globalização. Mas quando esse uso é excessivo, pode trazer alguns problemas de saúde.

No âmbito do ensino-aprendizagem, a tecnologia é uma excelente aliada, estimula o desenvolvimento cognitivo da criança, a competitividade, a criatividade e, ainda, é parceira para o desenvolvimento intelectual dos estudantes. Mas todos esses resultados só serão obtidos de maneira saudável se a ferramenta for utilizada com cautela.

O celular, por exemplo, é o queridinho de crianças, adolescentes e jovens (e também dos adultos), que permanecem conectados na telinha por longos períodos do dia. Há aquelas pessoas que até se perdem no mundo virtual e se esquecem de seus compromissos no mundo real. O uso excessivo do celular pode levar a problemas de relacionamentos interpessoais, dispersão do foco e falta de produtividade.

Por isso, a coordenadora do Ensino Fundamental Anos Finais e Ensino Médio do Colégio Marista Ribeirão Preto (SP), Lúcia Inês de Oliveira Souza Montagnani, dá seis dicas importantes usar o celular de forma saudável, evitando o vício que traz tantos malefícios:

  1. Estabelecer horários para as atividades diárias.
  2. Privilegiar as relações presenciais em atividades cooperativas e colaborativas.
  3. Estar atento aos canais de informações e orientações para fazer uso seguro da internet.
  4. Buscar outras alternativas de lazer, como esporte, música e cultura.
  5. Compreender que o celular é mais uma ferramenta de comunicação e aprendizagem.
  6. Tentar ficar pequenos períodos do dia sem usar o celular, privilegiando leituras e um maior convívio com os familiares.

Lúcia alerta que, se o jovem desconfiar que o vício em celular é grave, deve pedir a ajuda de um profissional especializado. “Temos a tecnologia como excelente ferramenta no processo ensino-aprendizagem e precisamos conservá-la como aliada para as próximas gerações”, destaca.

Relacionadas

Como transferir seus dados de um celular Android antigo para um novo

Um guia rápido para salvar todos os conteúdos de um telefone antigo no seu aparelho mais atual

Celulares da Samsung e Xiaomi dominam buscas na Black Friday no Brasil

Galaxy A50 foi o smartphone mais pesquisado pelos brasileiros durante as vendas da Black Friday nesta sexta-feira (29)

DxoMark | Quais são as melhores câmeras em smartphones de 2019?

O benchmark do DxoMark vai te responder isso agora

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site