Xiaomi Mi Mix Alpha tem display cascata que cobre todo o aparelho e câmera de 108 MP

Dispositivo chega às lojas em dezembro por R$ 11,5 mil

Foto: Xiaomi/Divulgação
http://pcworld.com.br/xiaomi-mi-mix-alpha-tem-display-cascata-que-cobre-todo-o-aparelho-e-camera-de-108-mp/
Clique para copiar

Apostando mais uma vez em inovação, a Xiaomi apresentou nesta terça-feira (24) o Mi Mix Alpha. O smartphone brinca com o conceito dobrável que aos poucos está ganhando espaço, mas o aparelho não é dobrável, de fato: em vez disso, o telefone é praticamente inteiro revestido por tela, uma vez que não há bordas laterais e o display se curva para trás, cobrindo quase toda a traseira do dispositivo.

De acordo com a fabricante, o Mi Mix Alpha vem com uma tela chamada “Surround Screen” e traz um aproveitamento de 180.6%. As únicas partes que não são cobertas pelo display em formato cascata são o topo e o “queixo”, que são feitos em titânio aeronáutico mais leve que o aço inoxidável, e na faixa vertical que abriga as câmeras traseiras. Também não há botões físicos – alguns comandos, como aumento de volume, acontecem usando pontos sensíveis à pressão em uma das bordas.

Outra característica de destaque no Mi Mix Alpha é a câmera principal de 108 MP. Ele é fruto de uma parceria entre Samsung e Xiaomi, que juntas construíram um sensor capaz de gerar imagens de 12.032 × 9.024 pixels. Isso por meio da tecnologia Tetracell, que combina quatro pixels para funcionarem em um só, criando assim uma foto de 27 MP em altíssima resolução. Além da câmera principal, o dispositivo vem com um sensor grande angular de 20 MP (abertura f/1.69) e um sensor teleobjetivo de 12 MP (f/2.0) com 2x de zoom óptico.

No mais, o Mi Mix Alpha traz especificações comuns para um topo de linha, o que inclui processador Qualcomm Snapdragon 855 Plus com modem 5G, 12 GB de RAM, 512 GB de armazenamento interno, leitor de impressões digitais sob a tela e bateria de 4.050 mAh com suporte a carregamento rápido de 40 watts.

O Mi Mix Alpha será lançado em dezembro e terá poucas unidades fabricadas, uma vez que ainda se trata de um produto em experimentação. E claro que esse conceiito não sairá barato: o smartphone custará 19.999 iuanes, o equivalente a US$ 2,8 mil (cerca de R$ 11,5 mil na cotação atual).

Fontes: Engadget, The Verge

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site