Home > Dicas

12 dicas para quem já tem ou pensa em comprar um iPad

Confira alguns passos que permitem fazer a melhor aquisição ou mesmo utilizar de forma mais produtiva o tablet da Apple

Computerworld/EUA

20/04/2010 às 14h38

Foto:

O iPad é um dispositivo confortável e versátil, como seu sapato favorito ou uma velha camiseta. Ele não faz com que você realize algo que não conseguia antes, mas permite que você realize essas tarefas de forma mais simples, com menos esforço.

O produto só começa a ser vendido no mercado internacional a partir de maio (no Brasil não há data definida), mas alguns brasileiros já conseguiram comprar o seu no exterior. Para quem já tem o seu ou pretende adquirir o equipamento, selecionamos 12 dicas para utilizá-lo melhor ou escolher a configuração e os acessórios ideais.

 

150330-ipad_hero_medium_188.jpg

Vire um mestre do iPad com 12 dicas e truques

1. Se você ainda não comprou um iPad, espere pelo modelo 3G
Muitos dos norte-americanos, impacientes, mal puderam esperar pelo lançamento do tablet para ter um em mãos. De acordo com a Apple, foram 300 mil unidades vendidas durante o período de pré-venda. O modelo 3G ainda não começou a ser comercializado, e a expectativa é que chegue às prateleiras dos Estados Unidos em 30/4.

Ao contrário do que acontece lá fora, no Brasil, nem cheiro do iPad. A única previsão de lançamento do produto ao País foi dada pela revista Veja, porém não confirmada pela Apple, que falava em até junho.

De qualquer forma, a diferença de preço entre a versão Wi-Fi para a Wi-Fi com 3G é relativamente pequena em relação ao preço total to iPad (129 dólares a mais). E com essa tecnologia incorporada, você ganha mais mobilidade, pois não estará preso a um hotspot.

Obviamente que você terá de pagar mensalmente por um plano de dados 3G, mas quem se compromete a desembolsar a quantia, não deve se importar muito com alguns custos adicionais, por conta de um produto melhor.

2. “Not Charging”? Sem problemas

O iPad tem alguns problemas com o carregamento da bateria por meio de portas USBs de baixa tensão encontradas em computadores mais antigos. A mensagem “Not charging” pode aparecer quando for conectado,  informando que o mesmo não está sendo carregado.

Na maioria dos casos, o iPad, na verdade, está sendo carregado, mas apenas quando o display é desligado. Isso significa que você não vai poder ver o ícone que indica o carregamento. Se você receber a mensagem “Not charging”, mantenha-o conectado por mais alguma tempo e veja se ele carregou depois de alguns minutos.

3. Mantenha o iPad fora da luz direta
Pelo fato de a tela ser muito reflexiva e brilhante, a luz direta dificultará a visualização do conteúdo. Procure um ângulo mais agradável.

4. Incline-o como quiser
Não há lado certo para o iPad. Você pode colocá-lo em qualquer posição que ele vai funcionar. No entando, o iPad é mais funcional no modo paisagem (horizontal) ao invés do modo retrato (vertical). O teclado na tela, por exemplo, é maior e, portanto, mais fácil de digitar. Sem falar que o texto também ficar maior e mais legível.

150330-ipad-typing-landscape_original.jpg

Na posição horizontal, teclado virtual é maior e as letras são mais legíveis

5. Não se preocupe com a bateria
Estamos acostumados a ouvir as promessas dos vendedores de notebooks que a bateria do produto dura aproximadamente 6 horas, quando na verdade não passa de três. Frustrante, não?

Só que esse não é o caso do iPad. A Apple anunciou 10 horas de duração da bateria, mas nossos testes indicaram duração de mais de 11 horas – reproduzindo um filme sem parar.

Na prática, isso quer dizer que basta uma recarga durante a noite para você usar o iPad sem problemas durante uma viagem na estrada ou quando estiver em casa.

6. Cuidado com a exportação documentos como iWork
A sincronização entre os documentos do pacote de aplicativos iWork com um Mac não funciona muito bem, afinal você pode não conseguir acessar um arquivo do iPad no Mac ou vice-versa. Isso não comum, já que a Apple costuma entregar uma grande experiência de uso.

Para exportar um documento no iPad, primeiro abra o Pages (no iPad), vá para My Documents e selecione o documento que deseja transferir para o Mac. Serão exibidos três ícones na parte de baixo da tela. Toque no primeiro da esquerda e selecione Export. Escolha o formato que você quer exportar e aguarde o processo terminar.

Agora conecte o iPad com o cabo sync no Mac. No iTunes, clique no iPad na coluna da esquerda, abaixo de Devices. Clique na aba Apps. Procure por File Sharing. Clique em Pages. Selecione o documento que você quer importar e, finalmente, clique no botão Save to. Selecione o diretório que deseja para salvar o documento.

Pode parecer complicado, mas é mais fácil do que parece. Mas a Apple precisa corrigir logo esse processo com um sistema de sincronização wireless entre o iPad e o Mac.

7. Compre um Apple Wireless Keyboard
O teclado virtual do iPad é indicado para quem vai escrever pequenos textos. Caso contrário, um teclado sem fio da Apple é a melhor opção.

Semelhante ao usado nos Macs, não é preciso fazer nenhum treinamento especial para  se acostumar com as teclas. Muitos dos atalhos do teclado padrão para Mac funcionam no periférico para o tablet: Cmd+C para copiar, Cmd+V para colar, e assim por diante. Outros atalhos, no entanto não funcionam como, por exemplo, Cmd+L, que levaria o cursor para a barra de endereços do Safari na versão do navegador para desktops.

Para voltar a usar o teclado virtual na tela do iPad, basta tocar no botão Ejetar no canto superior direito do teclado sem fio. Toque novamente no mesmo botão e o teclado virtual reaparece.

8. Já tem um teclado Bluetooth? Use-o com o iPad
O iPad não é limitado para ser usado apenas com o Apple Wireless Keyboard. Qualquer teclado Bluetooth padrão irá funcionar com o portátil.

9. Quer um periférico leve? Então esqueça o Keyboard Dock
O Keyboard Dock reune teclado e berço para recarga. O benefício deste periférico é que você não depende de conexões sem fio, não precisa de baterias, e o iPad e permite sincronizar com o computador enquanto você trabalha. 

463547_g1.jpg

Teclado Dock para iPad é pesado e volumoso

Mas este teclado é pesado e volumoso. Você não pode ajustar a posição do iPad quando conectado à base. O teclado wirelles é muito mais confortável e portátil.

10. Compre uma capa protetora
No nosso review do iPad, vimos que ele é um dispositivo resistente, no entanto para preservá-lo como novo, vale investir em um case protetor que seja do seu agrado .

11. Esqueça a base iPad Dock
Ela é como uma base dock gigante para iPhone. Serve para sincronizar o iPad com o computador, ligá-lo a um alto-falante com fio ou transferir imagens de uma câmera digital. Mas todas essas funções também podem ser feitas sem o Dock para iPad. Nos EUA ela custa 29 dólares. Economize esse valor.

12. A tela fica imunda
A tela do iPad tem o mesmo revestimento resistente a óleo dos iPhones 3GS, mas mesmo depois de limpá-la com um pano, parece que a gordura dos dedos continua lá. É um problema difícil de lidar, portanto, tenha uma flanela a disposição.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail