Home > Notícias

15 motivos que fazem muitos preferirem jogar no PC e não em consoles

Mouse, facilidade de upgrade, espaço de armazenamento estão entre os preferidos. Leia e veja se concorda com isso.

Matt Peckham, da PC World / EUA

15/01/2009 às 21h07

games_pc_300.jpg
Foto:

games_no_pc_350

Quem está habituado a jogar games, qualquer game, no PC costuma elencar uma série de vantagens que tal plataforma oferece sobre os consoles. Veja aqui 15 motivos que, para alguns, tornam o PC a melhor plataforma para se jogar.

A lista também bate de frente com as 12 razões que levam os consoles a superar os PCs, do Techradar (em inglês).

Caso discorde ou tenha sua própria opinião, envie um e-mail para nós contando ou coloque um comentário aí embaixo.

1: Um PC pode ser atualizado: Tudo bem; esta é uma justificativa perigosa, pois  upgrades normalmente somem com o dinheiro das pessoas. A questão é, você ficaria preso a uma plataforma que muda somente a cada cinco anos ou prefere escolher entre poder atualizar ou não a sua e jogar qualquer novo game que surja?

2:  Games para PC são manipuláveis: Se você só jogou FarCry 2 em um console, provavelmente ficará vislumbrado com visuais que escondem o verdadeiro potencial do game na versão para PC. Há também recursos como o NVIDIA PhysX, acessível em consoles derivados da NVIDIA, portanto não espere que o Mirror’s Edge seja tão intenso num PS3 ou Xbox 360 como na versão de física melhorada do PC.

3: PCs imitam consoles com emulação: Os computadores têm o incrível poder de se tornar qualquer console do passado ou presente. Se você perdeu clássicos como Mega Man, Berzerk e Mario Bros, não será necessário caçar um antigo Atari 2600 ou NES. A solução é um simples emulador e um apanhado de ROMs, ou um site em Flash ou Java como PlayNES.net.

gamesshutter_625.jpg

4: PCs estão em todos os lugares:  Na década de 70 os computadores ficavam em porões e armários, mas atualmente eles podem ocupar seu quarto, sala e até sua geladeira. Alternar seu PC entre um LCD e o ambiente da sua sala é muito simples, sem mencionar o fato de que essa mudança fornece mais opções de gravação e exibição de áudio e vídeo, coisa que a maioria dos consoles nem pensa em fazer.

5: Mouse e teclado são imbatíveis: Ainda estamos aguardando uma interface mais intuitiva e branda que a dupla dos PCs. O console e a interface do Wii talvez estejam mudando isso.

6: PCs possuem joysticks e gamepads: Se um controle de Xbox 360 é ligado ao PC, games como Gears of War e Dead Space se adaptam instantaneamente.

7: Consoles também travam: Games não possuem a “tela azul”, mas os anéis vermelhos dão a mesma dor de cabeça. As falhas em games para PC são corrigidas mais rapidamente. 

8: Consoles podem sumir, mas games em PC são eternos: Mesmo que previsões como a de que tudo será centrado em um único aparelho de 50 polegadas, colocado em frente a seu sofá, tenham fundamento, você ainda precisará de um local reservado para se concentrar e se distrair. Viva os PCs.

9: PCs são ilimitados por estilo: Não há nada que os consoles ofereçam que um PC não consiga fazer. Agora, qualquer coisa que exija movimentos precisos e rápidos deixa a desejar no PS3, Xbox 360 e Wii. Um game de estratégia em tempo real (RTS) no console é uma bagunça e, mesmo com games de tiro em terceira pessoa se comportando bem, qualquer jogador mediano de PC faz muito melhor com seu mouse e teclado.

10: PCs são o coração criativo dos games: Aqui são onde acontecem as coisas mais legais, estranhas e menos previsíveis do mundo dos games. Não acredita? Basta passar alguns minutos jogando Crayon Physics, DCS Black Shark, Synaesthete, Fret Nice e Iron Dukes.

11: Games de PC custam menos: Nos EUA quando Gears of War foi lançado, a versão para Xbox 360 custava 60 dólares, a para PC 50 dólares. No Brasil esse custo varia ainda mais, com títulos top de PC por 99 reais, enquanto os irmãos de console variam de 160 a 229 reais.

12: Partidas online em PC são gratuitas: O Multiplayer online nos games para PC sempre foi e sempre será gratuito (salvo os MMOs que possuem tarifações distintas). Isso não é um serviço especial, está atrelado à cultura do consumidor.

13: Pirataria não é um problema exclusivo do PC: Assim como no PC, a pirataria nos consoles é grande, com um número elevado de modificações no hardware dos consoles para aceitar cópias piratas de games.

14: PCs se comportam bem com games para família: A variedade de títulos para toda a família nos PCs é imensa, sem falar que muitos deles podem ser baixados de graça.

15: Os monitores são muito superiores às TVs:  Os televisores estão crescendo em resolução com a entrada das HDTVs, mas o preço desses novos aparelhos ainda garante o primeiro lugar aos monitores para gamers, isso para jogar é claro.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail