Home > Notícias

“A Apple é uma ameaça à Internet”, diz especialista

Tim Wu, homem que criou o termo “neutralidade na rede”, critica o "monopólio da AT&T" e diz que a sede de controle de Steve Jobs é a maior perigo para a web

Computerworld/EUA

18/11/2010 às 11h54

Foto:

O homem que criou o termo “neutralidade na rede” (que fala sobre o conceito de democracia na web) agora afirma que a Apple é a empresa que representa o maior perigo para a liberdade da Internet. Professor de direito da Universidade de Columbia, Tim Wu declarou ao New York Times que Steve Jobs quer “um controle excessivo”.

Wu publicou recentemente o livro The Master Switch: The Rise and Fall of Information Empires, no qual detalha o que chama de “impérios da informação”, como a AT&T, NBC, Facebook e Google. “É uma história sobre o gosto dos norte-americanos por monopólios da informação e as conseqüências dessa tendência”, disse ele ao NYT.

Depois de descrever como a AT&T (única a oferecer o iPhone nos EUA) criou um monopólio e sufocou tecnologias que poderiam competir com ela (“A AT&T se tornou um perigo ao sufocar tecnologias que apareciam como uma ameaça para ela”), Wu falou também sobre a Apple e seu principal executivo, Steve Jobs.

stevejobs.jpg

Steve Jobs: "desejo excessivo de controle"

Ao ser questionado se a Internet poderia também sofrer um controle semelhante por grandes empresas, ele disse:

“Sei que a Internet foi desenhada para resistir a um controle centralizado e que a sua estrutura venceu empresas como AOL e Time Warner. Mas as companhias de hoje, a exemplo da Apple, tornam incerto se a Internet é algo duradouro ou apenas um ciclo.”

Perguntado sobre qual companhia significava a maior ameaça, ele cravou: “no momento, tenho que dizer que é a Apple”.

E continuou:
Como abordado no meu livro, Steve Jobs tem o carisma, a visão e o instinto do executivo de todo grande império. O homem que ajudou a criar o computador pessoal há 40 anos é o principal candidato a exterminá-lo. Sua visão tem um apelo inegável, mas ele quer um controle excessivo.

Para terminar, Wu afirmou que a Apple não deve mudar o seu desejo de controlar a Internet, mesmo com a saída de Jobs. “O homem que começa como um grande revolucionário com freqüência termina sua carreira tornando-se paranóico e abusivo. Há um ciclo, e os problemas costumam aparecer quando o grande líder sente que seu poder está ameaçado”.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail