Home > Dicas

5 aplicativos para iPad para editar fotos do iPhone

Saiba como mover com facilidade as imagens de um aparelho para outro, tratar e exibir melhor suas criações

Macworld / EUA

02/08/2010 às 16h59

Foto:

A câmera do iPhone é ótima para capturar momentos da vida cotidiana, mas a tela pequena é insuficiente na hora de editar ou até mesmo exibir as imagens, em alguns caso. O iPad com sua tela grande e vibrante é excelente para exibir e editar as fotos, mas não possui a câmera integrada do iPhone. Mas tem gente que conta com os dois.

Ao adicionar o Apple Camera Connection Kit a essa equação, é possível combinar os poderes desses dois dispositivos da Apple simplesmente movendo suas fotos do iPhone para o iPad.

Uma vez conectados os dois aparelhos ao plugar o cabo de sincronização à entrada USB do Camera Connextion Kit, o iPad irá reconhecer o iPhone assim como qualquer outra câmera ou cartão de memória, exibindo miniaturas na aba Camera no aplicativo Photos. Toque as imagens que serão transferidas para o iPad e clique no botão Import no canto direito superior do iPad. Selecione, então, Import All (para importar todos os arquivos) ou Import Selected.

 

01ipadatoiphone.jpg

Escolhas as imagens que serão transferidas e importe

Com as imagens no dispositivo maior, encontre as fotos no programas de imagens do iPad na aba Photos, dentro do álbum chamado Last Import (as últimas fotos importadas)m na aba Albums ou ainda na aba Events, onde as imagens são organizadas por data.

 Agora é hora de aproveitar dos aplicativos de edição e upload de fotos do iPad. Essa coleção de aplicativos pode ser muito útil principalmente na hora de visualizar, editar ou postar imagens rapidamente mesmo longe do computador, durante uma viagem, por exemplo.

Edite suas fotos
Há alguns aplicativos populares de edição de imagem para iPhone que também foram lançados para iPad. Esses aplicativos disponibilizam uma variedade de opções para editar, modificar ou estilizar as fotos diretamente no iPad. Algumas dicas para fazer as mesmas edições de imagem no iPhone podem ser encontradas aqui.

CameraBag
O objetivo desse aplicativo sempre foi a simplicidade retrô, e a versão para iPad mantém esse  aspecto estético enquanto adiciona algumas novas opções muito úteis. O CameraBag no iPad só permite que a foto seja ajustada com um filtro de cada vez, e são dez tipos diferentes para escolher, que imitam o estilo de câmeras como Holga e Polaroid ou uma impressão em processo cruzado.

No iPhone, há a opção de para cortar ou adicionar uma moldura para a fotografia, com base na escolha do filtro. Essas opções podem ser ligadas ou desligadas e cada tipo de corte ou moldura está associado ao filtro. No iPad, é possível escolher a moldura e o corte que combinam com o filtro escolhido, ou simplesmente misturar e combinar; adicionar, por exemplo, uma borda ao estilo Polaroid a uma imagem em preto e branco, ou usar um corte de cinema 16x9 em uma fotografia de processo cruzado.

Essa é uma das partes mais interessantes do CameraBag, mesmo com as opções de edição limitadas; os filtros são excelentes e modificam a imagem de um modo agradável. No iPad o charme é ainda maior, dando aos usuários mais flexibilidade para adicionar um novo visual à imagem.

 

02ipadcamerabag.png

Adicione filtros divertidos e dê um toque retrô às fotos

 

TiltiShift Generator

Adicionar o efeito tilt-shifit às fotos pode ser um modo divertido de alterar a imagem original. Dando destaque a uma área focada enquanto borra o resto da imagem em vários graus, ele torna alguns objetos nas fotos parecidos com miniaturas ou brinquedos.  Isso também pode dar a ilusão de profundidade em uma foto.

O resultado do TiltShift Generator é baseado na maneira como o usuário interage com a foto via multi-touch, e isso é ainda melhor na tela maior do iPad. Há dois tipos de retirada do foco que podem ser feitos: Radial, que tem foco circular, ou Linear, que foca entre duas linhas paralelas. O tamanho é ajustado com o movimento de pinça com os dois dedos, e trabalhar em uma tela muito maior permite visualizar os ajustes que estão sendo feitos mais facilmente.

O TiltShift Generator permite ainda que o usuário ajuste a saturação, contraste e brilho, além da opção de efeito vignetting. A maioria dos usuários usa o aplicativo para aplicar o efeito de Tilt-Shift para depois editar as cores em outro programa. Entretanto, as ferramentas do aplicativo podem proporcionar bons resultados se forem ajustes básicos de cor.

 

03ipadtiltshift420.jpg

O  tilt-shift  dá destaque ao elemento central

Photogene
Se o usuário procura um aplicativo que se aproxima muito da experiência de edição de fotos em um desktop, adicionando um número de ferramentas familiares nos aplicativos de imagem para iPhone, o Photogene é uma escolha que faz um pouco de tudo.

Ele adiciona filtros e molduras, assim como os outros aplicativos populares para iPhone, além de poder adicionar balões de diálogo e formas no estilo clip-art. O aplicativo permite que o usuário corte e redimensione as imagens, ajustando exposição e levels (há ainda um controle de Curves ao estilo Photoshop). E mais: as fotos do iPhone podem ser editadas mais facilmente; ao fazer ajustes simples de nitidez e níveis, economiza-se tempo no desktop.

Mesmo tendo muitas ferramentas com um visual bagunçado, é impressionante o poder do aplicativo, muito útil para momentos em que há ajustes específicos a serem feitos e que não podem ser realizados em outro aplicativo.

 

04ipadphotogene420.jpg

O Photogene é rico em ferramentas e possibilita ajustes mais complexas

 Compartilhe as fotografias
Uma vez editadas, o usuário pode compartilhar as imagens. Os dois serviços/aplicativos mais populares para isso são o Filckr e o Facebook, mas há outros disponíveis para iPad. E mais: o tablet também não deixa de ser um excelente destino para a galeria.

Flickr
Umas das vantagens do Flickr é que as fotografias podem mostrar os dados EXIF (como  localização, modelo da câmera, etc), que são mantidos pela maioria dos usuários quando postas suas fotos. Contudo, um ponto fraco ao editar as fotos em aplicativos terceirizados no iPhone e iPad é que essas infomações podem ser retiradas da imagem (alguns aplicaticos, como o Hipstamatic, encontraram maneiras de manter as informações de  geolocalização nas fotos, mas somente ao fazer o upload do próprio aplicativo).

O aplicativo oficial do Flickr aplica um processo interno ao fazer o upload, e as fotos mostram que elas foram tiradas com o iPhone, mesmo se elas forem editadas depois disso. O  app do Flickr também dá a opção de adicionar uma tag de localização do local de onde está sendo feito o upload.

Caso o upload seja feito do lugar em que a foto foi tirada, essa informação pode ser adicionada (caso não queria, pode ser colocada mais tarde no Flickr). Caso seja um usuário do Twitter, é possível ainda conectar a conta com o Flickr; o aplicativo dá a opção de postar uma URL curta do Flickr no Twitter ao postar a foto. Atualmente, não há versão disponível do aplicativo do Flickr própria para iPad, mas utilizar a versão de pixels-dobrados do iPhone (basta tocar no botão 2x no canto inferior) dá conta do recado.

 

05ipadflickr.png

Flickr: amplie a tela e use a versão do iPhone

Facebook

O Facebook é o site de compartilhamento de fotos mais popular do mundo e, assim como o Flickr, o aplicativo oficial é a melhor maneira para fazer upload das fotos para o serviço. Infelizmente, também não há ainda uma versão do aplicativo do Facebook própria para o iPad, mas a versão de pixels-dobrados do iPhone funciona bem.

 

06ipadfacebook.png

 

Há uma variedade de aplicativos que faz upload para o Facebook (tanto para iPhone quanto para iPad), mas o app oficial permite muito mais flexibilidade, pois faz com que o usuário publique diretamente em um álbum que já exista ou crie um novo, diretamente pelo software. Caso o usuário deseje fazer o upload das fotos durante as férias, por exemplo, é interessante criar um novo álbum.

 

O próprio iPad
Edição e upload não são as únicas vantagens de ter as fotos do iPhone no iPad – é uma boa maneira de compartilhar essas imagens também. Se o usuário acabou de tirar as fotos na praia, por exemplo, todos vão preferir visualizar essas imagens na tela grande do iPad do que no visor do celular. E o Camera Connection Kit foi feito para facilitar o compartilhamento dessas imagens entre os dispositivos. Munido de uma variedade de aplicativos úteis, é incrivelmente fácil estender as possibilidades de fotografia do iPhone.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail