Home > Notícias

5 motivos pelos quais o N8 não é páreo para o iPhone ou celulares com Android

A nova aposta da Nokia tem diversos problemas, como o processador lento, o sistema operacional defasado e o preço alto

Barbara E. Hernandez - PC World/EUA

28/09/2010 às 16h20

Foto:

Até agora, o novo smartphone da Nokia, o N8, a ser lançado em outubro nos Estados Unidos, tem recebido críticas mornas dos especialistas, e poucos acreditam em seu sucesso. Há algumas razões para o aparelho não conseguir competir com o Android ou o iPhone, mas o maior ponto fraco está em seu sistema operacional, o Symbian. Listamos cinco motivos para que a nova aposta da Nokia seja um fracasso:

Preço
A princípio, o N8 deve ser vendido por 550 dólares, valor excepcionalmente alto se comparado a concorrentes como iPhone 4 e Droid X, que, em um contrato de dois anos com suas operadoras, custam metade disso – ainda não se sabe se alguma empresa de telefonia oferecerá as mesmas vantagens para o smartphone da Nokia.

Symbian 3 OS
É verdade, a plataforma Symbian está em metade dos celulares do mundo, mas, segundo estudo do IDC, a tendência é que o índice caia para menos de um terço até 2014, ao mesmo tempo que o Android avança. Embora haja rumores de que a Nokia adotará o Windows Phone 7, da Microsoft, para evitar uma debandada de usuários, a empresa ainda não se pronunciou a respeito, por mais que muitos vejam como um indício a contratação de um ex-executivo da gigante dos softwares como seu novo CEO.

Aplicativos
A loja virtual da Nokia, a Ovi Store, está muito distante da Android Market, da Google, e da AppStore, da Apple, tanto em número quanto em qualidade de aplicativos. Nenhuma câmera de 12MP (megapixels) ou tocador de vídeo pode fazer frente a essa desvantagem.

Agilidade
Com muitos de seus recursos com desempenho abaixo do esperado, especialistas culparam a velocidade insuficiente do processador do aparelho, de 680 MHz. Os smartphones mais modernos do mercado, em geral, contam com chips de 1GHz.

Demanda
Uma recente pesquisa da JD Powers and Associates, feita nos Estados Unidos, colocou a Nokia em último no mercado de smartphones em relação à satisfação dos usuários. Por outro lado, fabricantes como Motorola e HTC, que usam Android, e a Apple, com o iPhone, viram o nível de contentamento de seus clientes aumentar.

Em termos de hardware, o N8 tem aspectos interessantes, como a câmera de 12MP, o suporte a vídeos em HD ou a tela de boa resolução. No entanto, o dispositivo peca em um dos pontos mais importantes para um smartphone: o sistema operacional. Ele deve ser popular, atualizável, ter um preço atraente e milhares de aplicativos. Caso contrário, os consumidores darão preferência a um aparelho que tenha tudo isso e mais um pouco, em outras palavras, seja personalizável, barato e rápido.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail