Home > Notícias

Opinião: 5 razões para não usar a rede social da Apple

A Ping não traz músicas completas, usa o iTunes (que é um tormento) e é limitada, entre outras coisas

Jared Newman - PC World/EUA

02/09/2010 às 16h55

Foto:

Apesar de todo o novo hardware lançado pela Apple ontem (1/9), com novos iPods e Apple TV, a notícia “mais radical” foi o lançamento da Ping, a rede social para fãs de música. Fiz um teste com ela para saber do que se tratava, mas mesmo antes de fazer o update para o iTunes 10, já sabia que ela não era para mim. Confira minhas cinco razões:

Amostras de músicas não são músicas
Algumas pessoas já anunciam a Ping como uma “assassina do MySpace”, mas o MySpace ainda faz uma coisa extremamente bem: permite que você ouça muitas canções – inteiras. Na rede da Apple, isso não é possível. A empresa diz que uma das coisas legais do serviço é  encontrar novas músicas, mas um dos seus principais objetivos é vender canções do iTunes. Vale lembrar que é difícil vender quando você só consegue ouvir 30 segundos de uma faixa...

Ela usa o iTunes
Pelo menos no meu computador, o iTunes é um tormento. Evito abrir esse programa o quanto posso, por conta de sua lentidão e problemas de funcionalidade. E isso não vai mudar apenas porque incluíram uma rede social. Vale lembrar que as pessoas que não têm o iTunes instalados no trabalho (há restrições em várias empresas) não poderão utilizá-la nas horas de folga.

Não roda diretamente da Web
As redes sociais pertencem à Internet. Simples assim. Você clica em uma conta de Twitter de uma pessoa a partir de outra página da Internet e pronto, vai parar onde quer. Basta digitar algumas letras para chegar a sua rede social preferida. Essas ações ficam mais demoradas quando você acrescenta uma camada de software, especialmente se for o incômodo iTunes. Do jeito que ela foi desenvolvida, exclui usuários de dispositivos com Android, BlackBerry ou qualquer outro smartphone ou tablet que não seja iOS.

 

ping.jpg
Rede da Apple: nada de Android, BlackBerry...

Eu não me importo com o que você gosta
Mesmo entre os meus melhores amigos, há pouca gente que tenha um gosto musical que se ajusta com o meu. Isso representa um dilema sobre usar a rede da Apple. É uma network para a descoberta musical. Devo, então, destacar os amigos que tenham um gosto diferente do meu? Ou seguir e filtrar o que não gosto? Isso se meus amigos usarem Ping.

Redes sociais mais flexíveis são melhores
Steve Jobs uma vez disse que dispositivos para várias funções são muito melhores pois, segundo ele, as pessoas não querem equipamentos que só fazem uma função. Acho que isso também vale para redes sociais. Apesar de não pagarem para usar o Facebook e o Twitter, as pessoas investem tempo em sua presença online, atualizando o perfil e se conectando a outras pessoas. A Ping demanda mais um investimento de tempo, e apenas para compartilhar música. Prefiro ficar com redes sociais que me oferecem muito mais.

E você? Pretende usar a rede social da Apple? Dê sua opinião.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail