Home > Dicas

5 razões que fazem do iPhone XR o melhor upgrade para seu iPhone X

Modelo XR de 64 GB custa em média só R$ 200 reais mais do que o modelo X no Brasil. Mas há outras razões que vão além do bolso para fazer a troca

Leif Johnson, Macworld (EUA)

26/11/2018 às 13h38

Foto: Divulgação

Se você está pensando em aproveitar o Natal para mudar de iPhone, a alternativa "mais acessível" da nova linha de dispositivos da Apple é o iPhone XR, vendido no Brasil por R$ 5.199,00 no modelo básico de 64 GB. Tecnicamente o XR é o aparelho "de entrada" da Apple para a geração de 2018, mas olhando só as especificações técnicas nem parece. Afinal, ele possui perfil técnico bem semelhante ao novo iPhone XS que, com os mesmos 64 GB, está sendo vendido por R$ 7.299 (ui!).

A grande vantagem aparece quando comparamos o novo XR de 64 GB com o antigo X, também de 64 GB, que está à venda em lojas de varejo no Brasil por preços variando de R$ 4,99 mil a até absurdos R$ 6,3 mil (na hora de conferir referências de preço, recomendamos sempre acessar a loja online da Apple). Mas o ponto aqui é que por apenas 200 reais a mais você pode levar um belo aparelho novo para casa que tem por dentro e por fora belas diferenças, a começar por uma tela LCD muito maior, a câmera traseira única e a carcaça de alumínio com mais cores.

Listamos abaixo 5 motivos para ajudar a justificar a sua escolha e garantir que você vai gastar seu suado dinheirinho sabiamente.

Ele tem o novo e poderoso chip A12 Bionic da Apple

Como o iPhone XS e o iPhone XS Max, o iPhone XR possui o novo e potente chip A12 Bionic da Apple, que representa uma grande melhoria em relação ao chip A11 do iPhone X (que foi impressionante no lançamento). No lançamento, o head de marketing da Apple, Phil Schiller, chamou o A12 Bionic de "o chip mais inteligente e mais poderoso de todos os smartphones". Ele é equipado com um processador de seis núcleos e um processador gráfico de quatro núcleos (que permite que ele seja 50% mais rápido do que o chip A11 do iPhone X), juntamente com uma nova versão do Neural Engine (ou Mecanismo Neural, em português) da Apple.

As melhorias deste mecanismo são particularmente impressionantes, pois agora elas podem passar por 5 trilhões de operações a cada segundo, acima dos 600 bilhões que encontramos no iPhone X. Traduzindo: É muito mais rápido. Francamente, isso não importará para muitos aplicativos, mas certamente ajudará em aplicativos com cálculos exigentes.

A câmera não é ruim

Como o iPhone X, o iPhone XR tem uma câmera de 12 megapixels (só que sem o recurso de teleobjetiva), então você não verá nenhum grande downgrade nessa frente. A câmera frontal (que parece ter 7 megapixels, assim como no iPhone X) supostamente cuida melhor do Face ID graças a alguma otimização de software.

Uma desvantagem do novo iPhone XR é que ele tem apenas uma câmera grande angular na parte de trás, embora, felizmente, seja a mesma câmera usada no iPhone XS. O sistema de câmera dupla do iPhone X foi apresentado como o meio pelo qual o Modo Retrato funcionou tão bem no iPhone X no lançamento, mas a Apple aparentemente fez o recurso funcionar bem com uma única lente através de algum software mágico.

A tela é bastante impressionante

Primeiro, a tela LCD de 6,1 polegadas é realmente maior do que a tela de 5,8 polegadas do iPhone X (e do novo iPhone XS). Phil Schiller chamou a tela de "Liquid Retina". O apelido é por conta da resolução de 1792 x 828 e 326 pixels por polegada e a tecnologia True Tone da Apple. Ainda está bem abaixo da resolução de 2436 x 1125 e 458pixels por polegada oferecidos no iPhone X, mas veja pelo lado positivo: é uma tela maior do que o iPhone 8 Plus em um design menor.

O iPhone XR tem uma tela que vai de ponta a ponta, como no iPhone X. O iPhone 8 Plus, por outro lado, ainda carrega o design antigo com a moldura em volta da tela e o botão home. Além disso, o downgrade em pixels por polegada não é tão ruim quanto parece, já que os iPhone 7 e 8 também apresentavam 326 ppi e as fotos sempre pareciam bonitas.

Duvido seriamente que muitas pessoas usem o 3D Touch, mas você pode se decepcionar ao saber que ele está faltando no iPhone XR. Mas a Apple não está tirando completamente um recurso seu. Em vez disso, o iPhone XR usa um sistema de toque háptico, que Schiller disse ser semelhante ao que você obtém ao usar o trackpad no MacBook Pro.

É ótimo se você quiser variar de cores

A Apple realmente não se incomodou com muitas variações de cores desde o iPhone 5c, mas está mudando seu posicionamento um pouco com o iPhone XR. Em vez das opções usuais de cinza, dourado e prata, o novo iPhone XR estará disponível em preto, branco, azul, coral, amarelo e até mesmo o vermelho (PRODUCT)RED™ (que geralmente chega um pouco depois do lançamento).

A duração da bateria é muito melhor

A Apple afirma que o iPhone XR pode entregar uma hora e meia mais de duração de bateria do que o iPhone 8 Plus. Portanto você deverá ter de 15 a 16 horas de duração da bateria do iPhone XR, ou seja, 4 horas a mais que o modelo X. Isso é grande, já que o iPhone 8 Plus era o modelo que todos queriam no ano passado se estavam procurando por mais vida útil de bateria (o 8 Plus entrega cerca de 14 horas de bateria contra as 12 horas do iPhone X).

Se você quer uma comparação extensa, monte o cenário dos 3 equipamentos - iPhone X, iPhone XR e iPhone XS - no comparador do site da Apple. Confira aqui.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail