Home > Notícias

52% dos usuários divulgam dados que não deveriam em redes sociais

Pessoas chegam a informar no Facebook o endereço e quando viajam, facilitando a vida dos criminosos.

Computerworld/EUA

04/05/2010 às 8h05

Foto:

Mais da metade dos usuários de redes sociais nos Estados Unidos está divulgando dados que não deveria. São informações que tornam as pessoas vulneráveis a ataques de cibercriminosos, segundo uma pesquisa feita pela Consumer Reports.

A publicação, que divulgou hoje (4/5) o estudo State of the Net, afirma que 52% dos adultos que usam redes sociais como Facebook, Myspace e Twitter, publicam informações pessoais que servem para ataques de cibercriminosos ou mesmo para furtos tradicionais.

E o levantamento mostra que o número de norte-americanos que usam redes sociais dobrou do ano passado para cá. Foram entrevistadas 2 mil  pessoas para o levantamento.

"Muita gente usa esse tipo de serviço para compartilhar dados e fotos com outros amigos, mas esquece de adotar os recursos de proteção de privacidade oferecidos, o que significa um sério risco”, afirma o editor da Consumer Reports, Jeff Fox.

Entre os dados que são publicados pelos usuários estão endereço de casa, data de nascimento e fotos e nomes dos filhos. Na mãos de criminosos, esses dados podem ser usados para golpes online ou mesmo sequestros, por exemplo.

A pesquisa mostra que no Facebook, 63% publicam suas fotos, 42% divulgam data de nascimento, 16% publicam os nomes dos filhos e 7% chegam a publicar seus endereços.


Entre as dicas oferecidas pela Consumer Reports para manter a segurança nesse ambiente online estão:

1)    Nunca fornecer número de telefone ou endereço completo.
2)    Ser vago ao publicar informações sobre férias ou viagens de negócio (assim os criminosos não saberão quando sua casa estará vazia).
3)    Use senha “fortes”, que combinam letras maiúsculas e minúsculas, números e símbolos (nada de usar a data de nascimento).
4)    Nunca divulgue os nomes de seus filhos, mesmo em tags de fotos (identificação da imagem) ou nas legendas.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail