Home > Notícias

App Store terá 21 bilhões de downloads em 2012, diz Gartner

Instituto de pesquisa estima ainda que 90% de todos os aplicativos móveis baixados no ano são gratuitos.

Da Redação

19/09/2012 às 11h25

Foto:

A projeção do instituto de pesquisas Gartner é que as lojas de aplicativos móveis terão mais de 45,6 bilhões de downloads neste ano. Entre todos os downloads a serem realizados até o final de 2012, 90% serão de aplicativos gratuitos e eles responderão por um volume equivalente a 40,1 bilhões.

Segundo o instituto, a expectativa é que, em 2012, só a loja de aplicativos da Apple tenha mais que 21 bilhões de downloads, o que significa crescimento de 74% em relação ao ano anterior. Isto indica uma forte demanda pelos apps móveis. A participação de mercado da Apple é a maior, considerando que sua loja responde por 25% dos aplicativos disponíveis.

O volume de aplicativos existentes é influenciado pelo número crescente de lojas no mercado. Isto inclui proprietários de plataformas, fornecedores de aparelhos, de serviços de comunicação e outros. Essas lojas terão aumento em suas fatias de mercado, mas a demanda total ainda será dominada por Apple, Google e Microsoft.

Além de algumas lojas grandes de apps de fornecedores de sistemas operacionais (como Apple App Store, Google Play e Microsoft Windows Phone Marketplace), o Gartner afirma que há as terceirizadas que atraem usuários com suas marcas para aproveitar a falta de players dominantes em alguns mercados.

De acordo com o Gartner, a Amazon, por exemplo, tem apelo por sua forte marca, presença global e boa seleção de conteúdo de alta qualidade, enquanto o Facebook lançou, recentemente, seu App Center (para dispositivos móveis e desktops) e deve se tornar um importante concorrente, devido a sua forte marca e liderança em redes sociais e jogos.

 O método mais eficiente de converter os usuários casuais em consumidores, segundo o Gartner, é por meio da venda de conteúdos pelos aplicativos (in-app) e, depois, reter esse público por meio de uma boa experiência do usuário e atualizações constantes dos produtos. “Essa é uma abordagem diferente daquela em que as pessoas pagavam e baixavam o aplicativo e, ocasionalmente, decepcionavam-se e não utilizavam mais o serviço”, afirma o instituto.

As expectativas são boas para o modelo de compra in-app. De acordo com o Gartner, em 2016, ele responderá por 41% do faturamento das lojas de aplicativos. Enquanto o mercado se move em direção a apps gratuitos e de baixo preço, o in-app elevará os downloads e faturamento das lojas de aplicativos.

O Gartner espera que o número de downloads desse tipo cresça de 5%, em 2011, para 30%, em 2016, e contribua para o aumento do faturamento das lojas de 10% para 41%, no mesmo período. As lojas de aplicativos devem obter o modelo in-app o mais rápido possível, pois  será um novo caminho para gerar receita e ajudar a atrair desenvolvedores, provendo fácil acesso a serviços e funcionalidades atualizadas. 

Durante o Gartner Symposium ITxpo 2012, analistas especializados em aplicativos comandarão uma vertente dedicada ao tema, com 10 palestras. 

 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail