Home > Notícias

Abaixo-assinado reúne mais de 5 mil usuários contra novo software da Apple

Petição online, criada há quatro dias, critica o Final Cut Pro X e pede a volta da versão anterior do programa de edição de vídeo; empresa promete mudanças

Redação da Macworld Brasil

29/06/2011 às 14h02

Foto:

A recepção negativa ao Final Cut Pro X, nova versão do software profissional para edição de vídeos da Apple, ganhou um ar "organizado". Está disponível na Internet um abaixo-assinado com o título “Final Cut Pro X não é um aplicativo profissional”, que pede simplesmente a volta da versão anterior.

 

Criado por Andrew Landini, um usuário antigo do Final Cut, o documento já conta com mais de 5,3 mil assinaturas, em apenas quatro dias de divulgação. Em entrevista à CNET, Landini conta que sofreu represálias por ter iniciado o movimento. Segundo ele, a Apple baniu sua conta no fórum de usuários de produtos da empresa e fechou a área que trazia comentários sobre o assunto criada por ele.

Lançado na semana passada por 300 dólares, o Final Cut Pro X  recebeu vários reviews negativos (que acusam o produto de abandonar recursos importantes e de ter virado um software para o consumidor doméstico), a edição mais recente do software de edição de vídeo da “maçã” virou até motivo de piada no programa do apresentador norte-americano Conan O´Brien, que produziu um vídeo engraçado para mostrar como os editores do seu talk show “gostaram” do aplicativo.

 

Entre as soluções apontadas no abaixo-assinado estão “ressuscitar” a interface e funcionalidades do Final Cut Pro 7 e classificar o Final Cut Pro X como um produto para o consumidor doméstico, que passaria a ser parte da família iMovie. Por conta dos protestos, a Apple prometeu mudanças no software e divulgou um FAQ
para tentar esclarecer vários pontos apontados pelos consumidores.

finalcutprox01.jpg
Final Cut Pro X: usuários profissionais criticam estilo "amador" do software

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail