Home > Notícias

Acordo com a Zynga pode ser a base da Google Games

Gigante de buscas investiu mais de US$ 100 milhões na criadora de jogos sociais; serviço deve ser parte da nova rede social da companhia.

PC World / EUA

12/07/2010 às 13h38

Foto:

Criadora de jogos online populares como Farmville, Mafia Wars e Fishville, os serviços da Zynga podem, em breve, estar disponíveis também para os usuários do Google, caso se confirmem os rumores. A gigante de buscas investiu algo entre 100 e 200 milhões de dólares na empresa de games sociais. 

Os games da Zynga seriam uma parte crucial da plataforma de jogos – a Google Games – que a Google está desenvolvendo o Google Me, a nova rede social da empresa.

Sites como o TechCrunch e o VenturaBeat foram os primeiros a confirmar a existência de um suposto “Google Games”, citando “fontes familiarizadas com o assunto”. Logo, se a notícia for verdadeira, seguem cinco perguntas que valem a pena ser respondidas:

O Google Games funcionará sozinho?

A integração do Google Games com o Google Me faria sentido se a empresa usar a mesma estratégia do Facebook - no caso do Farmville e do Mafia Wars, por exemplo -  para fazer com que seus usuários voltem várias vezes por dia à página. A natureza de compartilhamento dos jogos da Zynga pode levar um belo tráfego ao Google Me e isso seria reforçado pelas polêmicas de privacidade que envolvem o Facebook, que podem desanimar muitos de seus usuários.

Mas um Google Games independente também pode ser popular, especialmente se você puder entrar e, simplesmente, jogar os títulos, sem precisar passar pelas burocracias de uma rede social.

gamesshutter_625.jpg

O Google Games pode alavancar o Google nas redes sociais?

A criação do Google Games pode ser a oportunidade de ouro do Google atrair usuários rapidamente para sua nova rede social e atividades online. O Orkut foi a primeira aposta, mas que se tornou popular apenas no Brasil e na Índia, mas nunca pegou nos EUA e Europa. Depois veio o Buzz, construido a partir do Gmail e que até conseguiu juntar um grupo de pessoas dedicadas a ele, mas também nunca estourou, devido à questões de privacidade e complexidade de uso. 

Agora, o Google Me seria a terceira tentativa da empresa para emplacar uma rede social nos EUA e Europa e o Google Games seria o seu principal chamariz.

Google Game e Gmail?

Em sua reportagem sobre a parceria do Google com a Zynga, o VentureBeat diz que o Google Games “atrairia usuários de todos os serviços Google, como o Gmail, para a plataforma.  Eu, certamente, espero que isso não ocorra. Se o Google pensou que as pessoas ficavam irritadas quando o Buzz aparecia na caixa de entrada do Gmail sem ser convidado, imagine quantos usuários ficarão insatisfeitos em seu serviço de e-mail se um Farmville da vida for empurrado sobre eles...

O Zynga abandonaria o PayPal?

O Google Games provavelmente usará o Google Checkout como plataforma de pagamentos para a obtenção de créditos dos jogos. O problema é que a Zynga (caso a parceria com o Google seja confirmada) teria de abandonar o PayPal como sua interface de pagamentos. Em suma: grande negócio para o Checkout e enorme perda para o PayPal que, segundo o TechCrunch, tem a Zynga como sua maior cliente.

A Zynga pode ir além com o Google Games?

A Zynga seria, declaradamente, a atração principal do Google Games. No entanto, a menos que consiga oferecer algo além do que faz no Facebook, não teremos tanta certeza de que a sua presença será suficiente para popularizar a plataforma de jogos da Google. Para atrair novos usuários e distinguir-se do Facebook, o Google Games precisa oferecer algo novo e original.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail