Home > Notícias

Acordo com AMD pode acabar com pendências legais da Intel

Analistas acreditam que pagamento de 1,25 bilhão de dólares para a AMD para desistir de queixas antitruste pode ajudar Intel a acabar com outros processos

Redação do Computerworld/EUA

16/11/2009 às 11h57

Foto:

O acordo firmado na última semana entre as fabricantes de microprocessadores AMD e Intel pode marcar o início do fim de um período de litígio antitruste contra a Intel, de acordo com analistas.

O acordo prevê o pagamento de 1,25 bilhão de dólares pela Intel para a AMD e a prática de um conjunto de disposiçõs empresariais entre as empresas. A AMD concordou em desistir de todas as pendências legais contra a Intel juntamente com as queixas de regulamentação contra a fabricante de chips.

“É bom para todos que isso tenha terminado”, disse o analista da Gartner Martin Reynolds. “Isso vai fazer a AMD mais atrativa para investidores, e é certamente uma excelente notícia para a Intel”, avalia.

O acordo veio algumas semanas depois do Estado de Nova Iorque arquivar o mais recente processo antitruste contra a Intel, alegando que a companhia havia ameaçado concorrentes, feito pagamentos e se envolvido em uma campanha mundial sistemática de conduta ilegal.

O processo foi visto por analistas como mais um problema legal para adicionar à pilha da Intel, que inclui outros feitos por AMD, Nvidia, além de uma multa de 1,44 bilhão de dólares imposta pela Comissão Europeia por violação de acordo antitruste. “Com a AMD desistindo das reclamações, é provável que os processos sumam”, diz Reynolds. “Vai ser difícil seguir com eles.”

“O pagamento de 1,25 bilhão de dólares pode ser uma pequena derrota para a Intel, mas é apenas isso”, disse Reynolds. “A companhia e seus advogados não terão mais que passar o tempo coletando evidências e sentando em cortes”, acrescenta.

O acordo pode acabar com qualquer plano da Comissão Federal de Trocas dos Estados Unidos (FTC) de entrar na briga antitruste contra a Intel, afirma o analista do Enderle Group, Rob Enderle. A FTC lançou uma investigação antitruste contra a Intel mais de um ano atrás e espera tomar alguma ação contra a companhia em breve.

Reynolds acrescenta que o acordo pode encorajar a AMD e a Intel a cooperarem e combaterem juntas problemas técnicos, como a necessidade de melhorar a capacidade de virtualização da plataforma de processadores x86.

As duas companhias têm incentivos para fazer a plataforma x86 mais atrativa, particularmente quando elas tentam fazer consumidores se atualizarem enquanto a economia se recupera da recessão.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail