Home > Notícias

Acordo do Ministério Público com Google já gerou mais de 1.200 quebras de sigilo

Denúncias já levaram à instauração de 263 inquéritos policiais pelo crime de pornografia infantil, 174 na capital e 89 no interior.

Redação do IDG Now!

03/08/2009 às 16h05

Foto:

Cerca de um ano depois de firmar um acordo com o Google, o Ministério Público Federal de São Paulo (MPF-SP) já pediu a quebra de sigilo digital (ou telemática) de 1.287 perfis de usuários do Orkut, rede social mantida pela empresa norte-americana. Os pedidos foram feitos para investigar casos suspeitos de pedofilia e outros crimes digitais.

Apenas no Estado de São Paulo, foram instaurados 263 inquéritos policiais, 174 na capital e 89 no interior. O número é maior em São Paulo porque o Google, em razão do acordo celebrado, envia diretamente ao MPF na capital as informações com indícios de pornografia infantil para apuração. Um procedimento é instaurado e, se for o caso, os dados são enviados aos Ministérios Públicos de outras cidades para investigação.

No primeiro semestre deste ano, a Safernet, instituição de combate à pedofilia na rede mundial de computadores, recebeu 25.212 denúncias referentes à pornografia infantil na internet. Cerca de 40% das páginas denunciadas foram removidas pelos provedores responsáveis pelos serviços por conterem indícios suficientes de crime.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail