Home > Notícias

Acrobat.com sai da fase beta e ganha versão paga

Serviço de textos, tabelas e planilhas inclui assinaturas de US$ 14,99 e US$ 39 mensais, que permitem conversões de PDFs e reuniões online

IDG News Service/EUA

15/06/2009 às 9h30

Foto:

A Adobe Systems anunciou que tirará o serviço de colaboração Acrobat.com da versão de testes e oferecerá assinaturas pagas para fornecer o que a empresa espera que seja uma nova maneira de usuários colaborarem coletivamente na criação de um documento.

A companhia também introduzirá um serviço de tabelas online chamado Acrobat Tables, que poderá começar a ser utilizado nesta segunda-feira (15/06), afirmou o diretor de desenvolvimento de produto da Acrobat.com, Erik Larson.

> Veja imagens do novo Acrobat.com
> Confira os detalhes do Acrobat.com

Outros serviços já disponíveis são um editor de textos online, chamado Buzzword; uma aplicação para reuniões online, o Adobe Connect Now; e um serviço online para apresentações, chamado Presentations.

Serviços online que competem com softwares em caixinhas, como o pacote Office, da Microsoft, ou o Lotus, da IBM, estão se tornando mais relevantes, com o Google liderando novos rivais online para os tradicionais programas. Seu serviço Google Docs oferece a criação e gerenciamento de textos, planilhas e apresentações e também permite a colaboração entre dois ou mais editores.

Dada sua tradição na criação e gerenciamento de documentos digitais, a Adobe tem uma posição privilegiada para rivalizar com o pacote Office entre clientes corporativos, público que o Acrobat.com tenta atingir.

A Adobe vem oferecendo duas assinaturas para o Acrobat.com. A Premium Basic custa 14,99 dólares mensais ou 149 dólares por ano e inclui a conversão de até 10 arquivos PDF por mês, assim como reuniões online com até 5 participantes.

Já  a Premium Plus custa 39 dólares mensais ou 399 dólares por ano, faz conversões ilimitadas de PDFs e promove reuniões online com até 20 participantes.

Além das assinaturas, o Acrobat.com gratuito continuará disponível para usuários.

Além de rivalizar com versões empacotadas de softwares tradicionais, como o Office, da Microsoft, a Adobe quer, segundo Larson, ajudar usuários a colaborar em documentos de uma nova maneira.

O Acrobat.com permite que múltiplos usuários trabalhem e editem documentos simultaneamente com atualização contínua dos arquivos, permitindo que os participantes visualizem que partes do texto ou da tabela vêm sendo trabalhadas dentro da aplicação.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail