Home > Notícias

Agência planeja processar sites que utilizem conteúdo sem autorização

AP anuncia plano para cercar portais e sites que usem notícias, fotos e vídeos sem licenças pagas por sistema de rastreamento

IDG News Service / Taipé

07/04/2009 às 11h04

Foto:

A agência Associated Press (AP) planeja processar portais e outros sites que usem seu conteúdo sem pagar licenças, afirmou a organização na segunda-feira (06/04). A AP culpa o "roubo" de conteúdo noticioso por alguns dos problemas que a indústria editorial vem enfrentando nos últimos anos, razão pela qual irá atrás de sites que usem o material sem pagamento.

"Não podemos mais ficar paramos assistindo outros roubarem nosso conteúdo sob teorias legais equivocadas", afirmou Dean Singleton, presidente do conselho da AP. "Estamos muito bravos, e não vamos mais aguentar isso".

A AP planeja desenvolver um sistema para rastrear conteúdo online e garantir seu uso legal. A agência também formulará novas páginas para buscadores que apontem leitores para "as fontes mais competentes para notícias".

"A AP e seus membros são fontes da maioria do conteúdo noticioso sendo criado no mundo hoje", afirmou Singleton. "Precisamos ser pagos e com justiça". Para ajudar sues membros durante a crise financeira, a AP também anunciou reduções de preços para fotos, vídeos e notícias escritas.

Fundada em 1846 por um grupo de jornais norte-americanos, a AP hoje conta com 243 escritórios em 97 países, fazendo jornalismo por vídeos, imagens e texto. As mudanças nos planos de assinatura assim como a crescente crise no mercado editorial norte-americano reduzirão a receita da AP nos Estados Unidos para 135 milhões de dólares em 2010, queda vertiginosa em relação aos 210 milhões de dólares registrados em 2008.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail