Home > Notícias

Agências norte-americanas fecham cerco à pirataria de hardware de rede

As organizações impediram negociação de 143 milhões de dólares em equipamentos pirateados com a operação “Network Raider”.

Redação do IDG Now!

07/05/2010 às 11h38

Foto:

Agências norte-americanas que investigam vendas de hardware de rede falsificado já conseguiram 30 condenações pelo crime, incluindo um homem que vendeu 143 milhões de dólares em equipamentos piratas da Cisco e que os tentava vender para a norte-americana Marine Corps, afirmou o Departamento de Justiça (DOJ) norte-americano na quinta-feira (6/5).

O DOJ e as agências Federal Bureau of Investigation (FBI), U.S. Immigration and Custom Enforcement (ICE) e U.S. Customs and Border Protection (CBP) conduziram a operação “Network Raider”, que já fez 700 apreensões separadas de equipamentos de rede desde 2005, segundo o DOJ.

Além das condenações e apreensões, nove pessoas estão sob julgamento e outras oito aguardam sentença, segundo as agências. De 2008 para 2009, houve uma queda de 75% na apreensão de hardware de rede pirata nos Estados Unidos.

A operação Network Raider visa a proteger redes de computadores e infraestruturas de TI norte-americana de falhas associadas à falsificação de equipamentos de rede, incluindo roteadores, switches e cartões de rede.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail