Home > Notícias

Ajustes na tecnologia e na lei atrasam início de emissão de CPF pela web

Previsão da Receita Federal era que a população pudesse tirar o documento pela internet a partir de fevereiro.

Redação do IDG Now!

19/04/2010 às 10h46

Foto:

Embora tenha sido anunciada no começo do ano como medida de modernização da Receita Federal, a emissão do Cadastro de Pessoa Física (CPF) pela internet ainda não tem data para começar. A necessidade de alteração na lei e a realização de testes de informática fizeram a Receita adiar o projeto por tempo indeterminado.

A previsão inicial, conforme divulgada no fim de janeiro pelo secretário da Receita, Otacílio Cartaxo, era que a população pudesse tirar o documento pela web a partir de fevereiro. O serviço, no entanto, até hoje não começou a funcionar.

De acordo com a área técnica da Receita, apesar de os testes estarem sendo feitos há mais de um ano, a tecnologia ainda precisa de ajustes. Além disso, a emissão do documento pela rede mundial de computadores requer mudanças na legislação, principalmente do Imposto de Renda.

A introdução do CPF pela web fará parte de um pacote de medidas para melhorar o atendimento ao contribuinte.

O CPF é necessário para que o contribuinte feche qualquer contrato bancário, contraia empréstimos e abra operações de crediário. O documento também é obrigatório na renovação de passaportes, na participação em concursos públicos e na retirada de prêmios de loterias.

Atualmente, o CPF só pode ser obtido pelos Correios ou nas agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. A emissão custa R$ 5,50.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail