Home > Notícias

Alta procura pelo iPad diminui vendas dos Macs, diz analista

Segundo consultoria BMO, forte demanda pelo tablet deve canibalizar mercado dos computadores da Apple. Com novo modelo em vista, iPhone deve aumentar vendas.

Macworld / Reino Unido

12/07/2012 às 13h05

Foto:

A Apple não deve alcançar as vendas previstas de Mac no último trimestre fiscal de 2012, afirma o analista da consultoria BMO, Keith Bachman. A razão para esse resultado abaixo do esperado seria o aumento no número de pessoas que querem comprar um iPad.

Em uma nota enviada para investidores nesta semana, Bachman afirmou que os últimos dois trimestres de 2012 serão “desafiadores” para a Apple, principalmente por causa da expectativa pelo lançamento de um novo iPhone, o que levaria a vendas menores do modelo 4S enquanto os consumidores esperam pela chegada da sexta geração do smartphone. 

Mas a estimativa de vendas de Bachman para o iPhone nos próximos seis trimestres aumentou em 1,5 milhão de unidades, assim como sua previsão para comercialização de iPads subiu em 3,8 milhões de unidades no mesmo período. Por outro lado, as vendas previstas do Mac sofreram uma queda.

“Por isso (crescimento da previsão do iPad), estamos baixando nossa estimativa do Mac em 1,6 milhão de unidades pelos próximos seis trimestres. Pensamos que a forte demanda pelo iPad está afetando negativamente as vendas de Mac, apesar da recente atualização do MacBook”, escreveu Bachman. “Pelos próximos seis trimestres, reduzimos nossas vendas de Mac em 40% do aumento das vendas do iPad.”

A estimativa de vendas de Macs para o ano fiscal de 2012 de Bachman é agora de 18,2 milhões de unidades, e sua previsão para 2013 é de 20,18 milhões, abaixo do número anterior de 21,38 milhões de unidades.

novoipad_apps.jpg

Sucesso do iPad pode ser prejudicial para as vendas de Macs, segundo consultoria

No entanto, Bachman assegura aos investidores que eles não devem ficar preocupados com essas previsões. “Pensamos que os investidores estão bem conscientes do ciclo do produto, e das prováveis revisões negativas de estimativas em curto prazo”, escreveu. “Além disso, achamos que as ações da Apple vão responder de uma maneira positiva ao iminente lançamento do novo iPhone, à medida que olhamos para o final do ano.”

“Se a Apple conseguir lançar o novo iPhone em setembro, então os envios reais de unidades nesse trimestre serão menos relevantes, uma vez que os investidores vão focar no momento do novo iPhone”, conclui Bachman.

A Apple vai anunciar os resultados do último trimestre, encerrado em 30/6, no próximo dia 24. Rumores dão conta de que o novo sistema para Macs, Mountain Lion, será lançado no dia seguinte.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail