Home > Notícias

Amazon terá tablet bem mais barato que o iPad

Varejista estaria disposta reduzir a margem de lucro para ganhar depois com a venda de conteúdo; equipamento deve chegar às lojas antes do Natal

PC World/EUA

26/08/2011 às 19h01

Foto:

Os últimos momentos do HP TouchPad foram gloriosos, e serviram para provar uma coisa: se o tablet é barato, os consumidores aparecerão. É uma boa notícia para a Amazon, que, segundo as últimas especulações, está preparando seu próprio dispositivo para competir com o iPad. Seu diferencial? Custará centenas de dólares a menos que o rival.

De acordo com o periódico americano New York Post – que não revela suas fontes – a varejista está planejando vender um tablet bem mais barato que os demais, embora não tenha dado detalhes ainda sobre o preço. Aparentemente, ela pretende subsidiar o aparelho, para, depois, ganhar a partir da venda de conteúdo – seu principal negócio, afinal. Estratégia semelhante à da Sony com o Playstation 3, que demorou anos para dar lucro.

Leia mais: Liquidação do TouchPad mostra que tablets custam muito caro

Informações sobre as especificações do dispositivo não são definitivas, mas suspeita-se que ele terá tela de nove polegas – menor que a do iPad, portanto – e rodará Android 3.2. Dois modelos serão vendidos: um com processador de dois núcleos, para usuários comuns, e outro com quatro, para os mais exigentes. 

É provável que, caso o tablet da Amazon se equipare aos rivais em termos de recursos, suas vendas sejam satisfatórias. Basta ver o que aconteceu com o TouchPad. Embora inferior, bastouter seu preço reduzido para ser desejado como nunca o fora antes – mesmo com todos sabendo que seria descontinuado.

Uma competição mais acirrada no mercado de tablets – dominado pela Apple – beneficiaria os usuários. Se a Amazon for bem sucedida, provavelmente pressionará as fabricantes a reduzirem os preços de seus produtos. A companhia da maçã, por exemplo, começou antes de todas e, até agora, jamais cogitou reavaliar o preço de venda. Com os ótimos resultados que tem conseguido, ela com certeza já poderia ter baixado o preço, mas, sem competição, por que faria isso?

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail