Home > Notícias

AMD anuncia processador de 5 GHz

AMD FX-9590 é voltado a gamers e entusiastas, e vem “destravado” de fábrica, o que facilita o overclock.

Mark Hachman, PCWorld EUA

12/06/2013 às 11h47

Foto:

A AMD anunciou nesta terça-feira o lançamento do AMD FX-9590, o primeiro processador de 5 GHz para computadores pessoais. Equipado com oito núcleos o chip (e seu “irmão menor”, o FX-9370 de 4.7 GHz) é baseado na mais recente arquitetura da AMD, batizada de “Piledriver”, que permite frequências de operação (clock) mais altas. Ele também vem “destravado”, o que significa que os usuários são livres para tentar elevar a frequência ainda mais (processo conhecido como “overclocking”), embora sob risco de superaquecer o chip.

A AMD não disse quanto o novo chip irá custar, mas seus processadores “premium” tendem a custar várias centenas de dólares. Inicialmente os consumidores não poderão comprar o chip diretamente: a AMD irá oferecê-lo apenas a integradores de sistemas como a Maingear, que irão utilizá-lo em seus próprios PCs de alto desempenho.

O chip foi anunciado durante a E3, uma das principais feiras sobre games em todo o mundo. Em anos recentes o PC tem ficado em segundo plano na feira em relação aos consoles da Microsoft e Sony, mas os desenvolvedores dos jogos mais populares geralmente incluem o PC como uma de suas plataformas, aproveitando o maior poder de processamento para produzir jogos com níveis ainda maiores de realismo gráfico. A AMD lançou recentemente uma “estratégia unificada para jogos” para aproximar consoles e PCs, incentivando os desenvolvedores a criar jogos usando uma base de código comum.

5 GHz pode parece um bom número, mas já há algum tempo a Intel e a própria AMD vem se concentrando mais no paralelismo (adicionando mais núcleos a um chip), gerenciamento de energia e desempenho da GPU integrada aos chips do que no clock. A AMD, por exemplo, focou especificamente no desempenho gráfico ao lançar seus novos processadores nas famílias A10, A8 e A6 no início deste mês. E em geral os gamers fiéis ao PC se importam mais com os gráficos do que com o clock do processador.

Overclockers e gamers são o público alvo

O FX-9590 também é voltado aos “overclockers”, um pequeno nicho de entusiastas do PC que, usando técnicas que incluem refrigeração com nitrogênio líquido e outros meios exóticos, visam resfriar ao máximo os processadores para que possam ser configurados para operar a frequências muito mais altas do que aquelas para as quais foram originalmente desenvolvidos, elevando assim seu desempenho. 

Normalmente o overclock de um processador não só invalida sua garantia, já que ele está sendo forçado a operar fora dos parâmetros para os quais foi projetado, como também traz o risco de “queimar” o chip caso seja realizado de forma inadequada. Alguns fabricantes de placas-mãe incluem em seus produtos utilitários que permitem um overclock “seguro” do processador, embora os ganhos sejam pequenos.

Mas o anúncio da AMD tem pouco significado em um mercado onde a Intel concentra a maior parte das vendas. “A Intel tem o mercado comercial de PCs firmemente sob seu controle, então resta à AMD competir diretamente entre os consumidores”, disse via e-mail Pat Moorhead, analista principal da Moor Insights. 

Ou seja, o processador de 5 GHz da AMD venceu uma corrida com a qual ninguém realmente se importa.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail