Home > Notícias

AMD anuncia novos chips para PC – e não quer saber de tablets

Fabricante foca em notebooks e afirma que ainda não existe um mercado de tablets, mas sim um "mercado de iPads"

Melanie Pinola

22/08/2011 às 16h05

Foto:

Enquanto que concorrentes como a Intel e a Nvidia correm contra o tempo para fabricar chips para smartphones e tablets, a AMD fincou firmemente seus pés no mercado de computadores, e anunciou ontem (22) updates para seus processadores séries C- e E- para notebooks e desktops.

Além dos gráficos em alta definição melhorados e aumento da performance, as novas APUs (Unidades de Processamento Acelerado, em tradução livre) oferecem 12 horas de vida útil de bateria em repouso, quase quatro horas a mais do que os chips anteriores, de acordo com a própria AMD. Isso significa que os usuários de laptops podem deixar seus dispositivos ligados e inativos por mais tempo, sem precisar plugá-los na tomada.

É notável que a fabricante americana não esteja na corrida do mercado de tablets, mas sim focando no setor de notebooks ultrafinos e leves. “Não estou convencido de que já exista um mercado de tablets. Sei que há um mercado de iPads”, disse Nigel Dessau, diretor de marketing da AMD.  Ao explicar por quê a companhia não está apostando nos smartphones, ele adicionou: “Os mercados de tablet e smartphone já estão saturados. Ninguém deseja ainda rodar um jogo com gráficos de PC de alta qualidade em um smartphone. Para nós, não há uma boa proposta valiosa e diferenciada”.

Tudo isso pode mudar quando o Windows 8 surgir e rodar em desktops, laptops e tablets. Até lá, o dinheiro da AMD ainda é todo dos PCs, o que é bom, porque com ou sem a HP, o PC ainda não está morto.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail