Home > Notícias

Análise: cinco coisas para observar nos resultados da Apple

Apple divulga hoje resultados do último trimestre fiscal após o fechamento das bolsas nos EUA. Veja o que podemos esperar dos números do ano fiscal de 2008.

Macworld/EUA

21/10/2008 às 13h59

Foto:

Em meio ao panorama da crise econômica, a Apple anuncia hoje (21) o resultado do seu quarto trimestre fiscal.

O anúncio aborda o desempenho da Apple no período dos últimos três meses encerrado em 30 de setembro, e fechamento do seu ano fiscal de 2008, não só irá oferecer uma visão de como está o desempenho da empresa, mas também como pode também dar a idéia de como a companhia está posicionada em um momento de turbulência da economia.

A Apple declara seus lucros depois que o mercado de ações fechar na tarde desta terça-feira. A conferência será realizada às 14h (horário local) e liderada por executivos da Apple - tipicamente o diretor de finanças Peter Oppenheimer, e Tim Cook, diretor de operações - para responder as questões de analistas de mercado.

Mas antes do anúncio da Apple, há cinco coisas que precisam ser observadas quando a Apple abrir seus livros nesta terça-feira.

1 - A Apple pode vencer Wall Street?

Os analistas esperam que a Apple relate ganhos de 1,11 dólar por ação para o quarto trimestre e uma receita de 8,05 bilhões de dólares, de acordo com estimativas.

Esses números melhorariam os resultados de 2007 do quarto trimestre de 1,01 dólar  por ação e uma receita de 6,22 bilhões para 10% e 29% respectivamente.

Em julho, Oppenheimer afirmou que a empresa esperava ganhar 1 dólar por ação em vendas de 7,8 bilhões para o quarto trimestre.

Mas mesmo batendo as previsões dos analistas, o resultado pode não ser suficiente para Wall Street. A atenção dos investidores está voltada no que a Apple irá fazer no próximo trimestre. Muitos podem se lembrar do plano para o quarto trimestre, apresentando por Oppenheimer durante a conferência ocorrida em julho deste ano, com resultado bem abaixo das expectativas dos analistas. As ações da Apple tiveram uma queda, apesar de um forte desempenho no terceiro trimestre.

O que os executivos da Apple irão dizer sobre o primeiro trimestre do ano fiscal de 2009 durante a conferência que acontece nesta terça-feira (21/10) será uma demonstração de como o mercado responde a qualquer anúncio de resultados.

2. A Apple pode ter sucesso diante da instabilidade econômica?

Diante da crise financeira global, investidores irão passar esta terça-feira analisando os números da Apple para descobrir como uma companhia especializada em produtos de consumos para o usuário final pode ter uma boa resposta aos desafios econômicos atuais.

Em agosto, alguns analistas deram sinais de otimismo para a Apple. Segundo estudo da Change Wave Research, a maioria dos consumidores norte-americanos planejava comprar um computador da Apple nos próximos 90 dias do que qualquer outra marca.  Os números atuais já não são tão otimistas - no início deste mês, a Change Wave previu que as futuras vendas de Macs poderiam ser afetadas pela contenção de gastos dos consumidores.

Independentemente de quanto forem as previsões de compra, a própria Apple terá que fazer um planejamento significativo nesta terça-feira. Note, entretanto, que executivos da companhia, como Oppenheimer, tipicamente evitam comentar sobre a saúde geral da economia quando respondem às questões de analistas.

3. Quantos iPhones a Apple vendeu?

A companhia tem como meta vender 10 milhões de iPhones antes do final de 2008. O último trimestre irá oferecer um panorama definitivo de como (e se) a Apple irá alcançar sua meta. O iPhone 3G começou a ser vendido em 11 de julho em 21 países e agora já está disponível em mais de 50 países, incluindo o Brasil.

Como a presença do aparelho no mundo está afetando as vendas do iPhone? Durante a WWDC, conferência para desenvolvedores realizada em junho, Steve Jobs, CEO da Apple, disse que a empresa já havia vendido 6 milhões de iPhones originais. Embora não tenha oferecido mais informações desde então, a Apple confirmou que vendeu 1 milhão de iPhones 3G no primeiro final de semana de vendas. Isso coloca a companhia a apenas 3 milhões da meta esperada.

3. A Apple vai continuar a expandir sua presença no varejo?

A Apple é bastante agressiva quando o assunto é abertura de novas lojas de varejo em 2008, por uma boa razão: o varejo da companhia viu 1,44 bilhões de dólares em receita durante o terceiro trimestre, com metade dos 476 mil Macs vendidos na Apple Store direcionados a novos usuários de Mac.

A companhia fechou o terceiro trimestre com 216 lojas e tinha planos para somar 242 até o final do trimestre, em setembro. Será interessante ver se a Apple alcançou esta meta, e ainda mais interessante ver quais são seus planos de varejo para o ano fiscal de 2009, que poderiam ser influenciados pela previsão de compras dos consumidores para o próximo ano.

5. Como estão indo os novos produtos?

A conferência desta terça-feira não dará um grande panorama dos novos laptops da Apple lançados na semana passada, já que o período fiscal já havia se encerrado quando eles chegaram às lojas. Mas os números irão falar sobre os novos iPods lançado em setembro.

As melhores vendas de iPod para a Apple se concentram no primeiro trimestre fiscal do ano, que inclui o mês de dezembro. Então, não aguarde grandes vendas da nova linha por enquanto, já que os números incluem poucas semanas de vendas.

Além disso, pode ser ilustrativo saber se a Apple pode alcançar a marca de 10,2 milhões de iPods vendidos durante o último trimestre fiscal e em que patamar a Apple está desde que vendeu 11 milhões de iPods no trimestre de junho.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail