Home > Notícias

Anatel dá sobrevida às redes analógicas de telefonia celular

Redes deveriam ter saído do ar no final de junho; Agência quer aguardar consulta pública que dá mais tempo às operadoras fixas.

Redação do IDG Now!

30/06/2008 às 15h36

Foto:

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) revelou, nesta segunda-feira (30/06), que diferente do previsto, não desativará os sistemas analógicos para telefonia celular.

Em março, a Anatel informou que desligaria os sistemas analógicos das faixas de 824 MHz a 849 MHz e de 869 MHz a 894 MHz, usados para telefonia celular e fixa.

No final de junho, o órgão pediu que os sistemas analógicos voltados à telefonia fixa tivessem seu uso prorrogado por 12 meses, e abriu consulta pública para receber manifestos de usuários até a meia-noite desta segunda-feira (30/06).

A Anatel decidiu, então, fazer valer a mesma regra para a telefonia móvel, e não desativou os celulares - ainda há cerca de 11 mil usuários ativos no sistema. A justificativa é de que as redes fixas e móveis são dependentes - sem uma, a outra não funciona.

Sem data concreta que determine o fim das redes AMPS, a agência declara que estas continuam ativas até que a consulta pública seja encerrada. A Anatel não informou se há possibilidade de prorrogação do uso das redes analógicas móveis por 12 meses, assim como foi pedido para redes fixas.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail