Home > Notícias

Android 3.0 ainda não serve para os smartphones

O Honeycomb foi uma chance para os concorrentes do iPad marcarem terreno, mas ainda não é bom o suficiente para outros dispositivos

IDG News Service

28/03/2011 às 18h28

Foto:

A Google não vai disponibilizar o código-fonte do Honeycomb, versão do Android direcionada a tablets, até que termine a tarefa de tornar o software melhor para smartphones e outros dispositivos, disse a empresa recentemente.

“O Android 3.0 foi totalmente desenvolvido para aparelhos com telas maiores. Enquanto estamos animados para oferecer esses novos recursos para tablets Android, temos muito o que fazer antes que possamos incluí-lo  em outros tipos de dispositivo, incluindo smartphones”, declarou a Google. A companhia disse ainda que irá publicar o código-fonte do Honeycomb “assim que estiver pronto”, porém não disse quando isso irá acontecer.

Esses comentários refletem o fato de que o Google desenvolveu o Android 3.0 para tablets, aparelhos com telas maiores do que para smartphones, para os quais foram desenvolvidas outras versões do Android, e que precisa de mais tempo para ajustar o sistema para esses gadgets, que incluem até TVs. Companhias do setor de tablets pediram uma versão do Android para o dispositivo, e agora que ela chegou, os amantes de smarphones e os defensores do open source querem também o Honeycomb. 

 

android300
Android: versão 3.0 ainda precisa de ajustes

“Enquanto grandes fabricantes já têm acesso ao Honeycomb, pequenas companhias e desenvolvedores terão que esperar mais alguns meses antes que possam colocar as mãos no código. Isso irá, com certeza, irritar a maioria dos entusiastas do código aberto”, escreveu Gaurav Shukla, no blog AndroidOS.in, que não tem ligação com a Google.

O sucesso do iPad ano passado, ao atrair atenção global e ao se tornar o aparelho mais vendido instantaneamente, fez com que as companhias adversárias saíssem atrás de alternativas para competir com as ofertas da rival. Os fabricantes ao redor do mundo precisavam de um sistema operacional para o trabalho, e muitos conversaram com a Google sobre desenvolver uma versão do Android especificamente para tablets, incluindo a Samsung, que utilizou uma versão anterior do Android no primeiro Galaxy Tab, lançado ano passado.

A Google respondeu aos pedidos ao desenvolver o Android 3.0  “totalmente adaptado para dispositivos com telas maiores, particularmente tablets”, de acordo com o blog Google Mobile. O sucesso da empresa com o Android tornou a companhia  um jogador de peso entre as desenvolvedoras de sistemas operacionais móveis. Ela trabalha com fabricantes de hardware ao redor do globo, o que significa que a Google precisa atender aos pedidos dessas empresas, e não simplesmente seguir suas próprias diretrizes.

Mesmo assim, a Ovum, empresa de pesquisa de mercado, prevê que o Android será a plataforma de smartphones dominante nos próximos anos, “ultrapassando drasticamente a Apple”. “O sucesso da plataforma Android está sendo impulsionado pelo número de fabricantes de hardware que suportam o sistema", explica Adam Leach, analista da Ovum.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail