Home > Notícias

Android deve superar o iPhone até 2012, prevê o Gartner

Previsão global coloca sistema do Google à frente do software para disposítivos móveis da Apple - e atrás apenas do Symbian OS

Computerworld/EUA

07/10/2009 às 11h42

Foto:

Analistas da consultoria Gartner acreditam que o Android, sistema operacional do Google presente atualmente em 2% dos smartphones, será o segundo mais popular do mundo em 2012, superando os rivais iPhone, Windows Phone e dos dispositivos BlackBerry.

As previsões da Gartner indicam que o sistema, que tem o Google como um dos desenvolvedores, estará em 14,5% dos aparelhos, atrás apenas do Symbian OS, presente em smartphones da Nokia, que terá 39% do mercado em 2012.

Segundo o Gartner, 76 milhões de dispositivos com Android serão vendidos até 2012, enquanto o Symbian estará presente em 203 milhões de aparelhos.

Na sequência aparecerá o iPhone, com 71,5 milhões de unidades vendidas e 13,7% do mercado. Em quarto, o Windows Phone, com 66,8 milhões de aparelhos e 12,8% do mercado. Atual segundo colocado, o Blackberry deve perder espaço nos próximos anos - em 2012 estará em 65,25 milhões de smartphones vendidos,  contando com 12,5% do mercado.

Popularização
Segundo o Gartner, diversos fatores contribuirão para a popularização do Android.  O principal deles deve ser o apoio do Google e o leque de funções e aplicações da computação em nuvem que estarão disponíveis nos próximos anos.

Os analistas acreditam que, por estar presente em diversos aparelhos e variadas empresas, o Android pode facilmente bater o iPhone. Até o final de 2010, mais de 40 modelos de dispositivos contendo o sistema operacional estarão no mercado, e a próxima atualização do Android, chamada internamente de “Donut”, estará disponível no segundo trimestre do próximo ano.

Um bom exemplo de como o Android pode se popularizar, segundo o analista Ken Dulaney, é através do Motorola Cliq, com a interface Motoblur que “lida com a comunicação de maneira bastante eficaz”, diz.

Para explicar, Dulaney diz que as interfaces dos smartphones parecem ser divergido para dois caminhos, com o iPhone focado em aplicativos, enquanto o Windows Mobile e o Symbian focam nas tarefas e na comunicação. Mas o Android, ele diz, “consegue misturar tarefas e aplicativos muito bem.”

A interface do Android permite que o usuário realize diversas tarefas sem precisar voltar para o início para trocar de tarefa, ele diz. “Os produtores do sistema fizeram um excelente trabalho sabendo como você trabalha com um telefone”, afirma.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail