Home > Notícias

Android estará em mais de 50 novos smartphones em 2010

Plataforma é apontada como uma ameaça real ao iPhone; Acer, Sony Ericsson, HTC e Motorola já anunciaram lançamentos

IDG News Service/Estocolmo

11/12/2009 às 17h33

Foto:

Os poucos smartphones baseados no sistema Android vistos este ano devem se tornar uma avalanche em 2010, de acordo com a empresa de pesquisas de mercado CCS Insight, que prevê que mais de 50 aparelhos serão lançados no ano que vem. A plataforma é apontada por especialista como uma real ameaça ao iPhone.

Este ano cerca de 10 modelos com Android chegaram ao mercado, avalia o analista da CCS Insight, Ben Wood. "Já são tantas as empresas que se comprometeram a lançar aparelhos, que 50 não será um número muito difícil de ser alcançado", diz Wood.

A julgar pelos planos anunciados pelos fabricantes, o Android está com força. A Acer já avisou que vai lançar cinco ou seis aparelhos com Android no primeiro semestre de 2010.

A Sony Ericsson vai começar a entregar o Xperia X10, seu primeiro smartphone Android, já no primeiro trimestre. E não será o único aparelho da empresa a vir com Android em 2010, avisou um porta-voz, que não quis entrar em detalhes.

Também a HTC vai lançar cinco celulares no primeiro semestre de 2010, de acordo com um relatório recente. E a CCS Insight prevê que a Motorola irá lançar pelo menos 10 produtos.

Grande apoiadora
A Motorola tem sido uma das que mais apoiam o Android, e a CCS Insight não ficaria surpresa se o Google comprar a divisão de celulares da empresa só para projetar seu próprio hardware.

Infelizmente, ter um grande número de aparelhos com sistema Android não implica que haverá celulares com aparências distintas, alerta Wood.

Com a oferta maior, o custo dos smartphones com Android deverá cair a "níveis ridículos", antecipa Wood. O analista espera que os preços caiam abaixo de 100 euros (150 dólares), isso sem contar com os subsídios das operadoras.

No entanto, o Google terá que explicar melhor como funcionam os licenciamentos do sistema operacional - atualmente, falta transparência nesse processo, ressalta Wood.

Com mais transparência sobre como o Android é controlado e desenvolvido, os licenciados se sentirão mais seguros à medida que se comprometem mais e mais com a plataforma, diz.

Sobre a questão da transparência, um porta-voz do Google comentou, por e-mail, que "qualquer um que esteja interessado em explorar e contribuir com o Android pode usar os recursos do Android Open Source Project, disponível no site source.android.com. Qualquer um pode baixar o código inteiro, contribuir com correções, relatar falhas, analisar o código submetido, juntar-se às listas de discussão, enviar perguntas e usar as ferramentas disponíveis no site web".

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail