Home > Notícias

Android faz cinco anos e comemora amplo domínio do mercado

O sistema operacional do Google tem sobrevivido a desafios como batalhas legais e fragmentação da plataforma

Mikael Ricknäs, IDG News Service/London Bureau

05/11/2012 às 13h24

Foto:

Cinco anos após sua criação o Android está mais dominante do que nunca no mercado de sistemas operacionais de smartphones, apesar de ainda enfrentar uma série de desafios.

O sistema tem sofrido batalhas legais, fragmentação da plataforma, questões de segurança e reclamações de usuários sobre atrasos de atualização. Mas nenhuma dessas questões, até agora, afetou seriamente sua fatia de mercado e vendas, que atingiram níveis recordes durante o terceiro trimestre. Um total de 136 milhões de smartphones foram entregues a varejistas no mundo todo no 3º trimestre, dando ao sistema operacional do Google uma fatia de mercado de 75%, segundo a IDC.

"O declínio da RIM, a falta de vendas do Windows Phone e o lançamento tardio do iPhone 5 tiveram um impacto positivo sobre as vendas e fatia de mercado do Android", disse Francisco Jeronimo, gerente de pesquisas da IDC. O iOS da Apple foi o segundo maior sistema operacional, com participação de 14,9%.

"As pessoas dizem que a fragmentação é uma bagunça, e há algum mérito nesse argumento, mas é também um indicativo do sucesso do Android", disse Geoff Blaber, que lidera a pesquisa de software de dispositivos móveis da CCS Insight. As guerras de patentes continuam a ser uma ameaça para o futuro do Android, aumentando os custos de desenvolvimento de telefones baseados no sistema operacional. "Se de repente você tem um monte de problemas com DPI [direitos de propriedade intelectual]  e tem de pagar à Apple metade de seus lucros, todo mundo irá dizer ‘talvez eu não apóie mais o Android, talvez eu vá de Microsoft”, disse o analista Richard Windsor, que bloga no Radio Free mobile.

O Android foi lançado em 5 de novembro de 2007, quando Google, T-Mobile, HTC, Qualcomm,  Motorola e quase 30 outras empresas se uniram para anunciar o desenvolvimento e apoio ao sistema operacional de código aberto.

Cerca de dois anos antes o Google tinha adquirido a Android, empresa cujo cofundador, Andy Rubin, ainda é responsável pelo desenvolvimento do sistema operacional. Demorou um ano até o primeiro smartphone - o T-Mobile G1 - chegar. O sucesso do Android não foi imediato, mas até o final de 2010 havia se tornado o mais popular sistema operacional para smartphones.

A impressionante ascensão do Android foi devida a vários fatores. O custo de usar o sistema operacional foi um deles, de acordo com Windsor. "Uma coisa que cativou foi o fato de o Android estar livremente disponível", disse. Isso significava que os fabricantes não tem de pagar por uma licença de software.

Além disso, a interface parecia muito com a do iPhone, significando que os fornecedores poderiam oferecer uma experiência de usuário similar a um custo muito mais baixo, de acordo com Windsor. No entanto, quebrar o domínio da Apple no mercado de tablets tem se revelado muito mais difícil. Produtos como o Motorola Xoom e HTC Flyer falharam, enquanto a Samsung Electronics tem tido algum sucesso com sua família Galaxy Tab. Recentemente, porém, o Android começou a fazer alguns progressos.

As vendas de 10,2 milhões de unidades durante o terceiro trimestre deste ano foram suficientes para aumentar sua fatia de mercado para 41,3%, em comparação aos 29,2% um ano atrás, de acordo com a Strategy Analytics. Ao mesmo tempo, a participação da Apple caiu de 64,5% para 56,7%, disse a empresa.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail