Home > Dicas

Anexos: como salvar, editar e recuperar arquivos que chegam por e-mail

Que atire a primeira pedra quem nunca teve problemas em localizar um arquivo recebido ou não se lembrar do nome que deu a ele.

Rick Broida, da PC World/EUA

28/01/2010 às 19h50

transf_email_150.jpg
Foto:

Transferir_email_150Entre usuários menos experientes de computadores (mas saiba que isso não é exclusividade deles!) existe uma confusão muito grande a respeito do local onde ficam guardados os anexos que chegam por e-mail.

O rotina mais comum praticada pela maior parte dos usuários consiste em, ao chegal uma mensagem, clicar no anexo, seja ele um documentos do Office, fotos, vídeos ou músicas, e pedir para o software de correio eletrônico salvá-lo no PC.

O esperado seria que os arquivos salvos fossem parar na pasta Meus Documentos (ou apenas Documentos, quando se trata do Windows 7 ou Vista). Mas a coisa nem sempre funciona assim, já que a pasta onde anexos de e-mail são salvos varia de cliente para cliente de e-mail. (Desenvolvedores! Que tal pensarem em padronizar as coisas, em nome do bom senso e de facilitar a vida de nós, pobres usuários de programas de computador?).

Edição
Há ainda uma situação um pouco mais complexa e que também é extremamente comum. Muitos arquivos do Office que vêm pelo correio eletrônico são abertos com um duplo clique (ainda dentro da própria mensagem), alterados e salvos. O problema é que quase ninguém presta atenção na pasta pelo software de e-mail para fazer isso.

Mais tarde, quando se deseja ter acesso ao arquivo em questão, é provável que o usuário sequer lembre-se do nome dele, muito menos do lugar onde está salvo.

Para evitar que isso ocorra, sempre que lidar com anexos de e-mail que precisam ser salvos, clique com o botão direito do mouse sobre o arquivo em questáo e escolha a opção Salvar como. Uma janela será aberta exibindo as pastas.

Navegue então para a pasta desejada e salve o arquivo - para sua conveniência utilize a mesma pasta onde normalmente são guardados os demais documentos - as pastas padrão do Windows, por exemplo. Dessa forma, quando for usar o arquivo novamente, basta procurá-lo nesta pasta.

salvarcomo.jpg

Repare o campo em que aparece o nome do arquivo.
Altere para um nome familiar, fácil de lembrar

Mas apenas saber onde os arquivos estão salvos não tornará sua vida mais simples, embora facilite muito. De nada adiante lembrar o local onde os arquivos estão se não for capaz de lembrar do nome dele.

Quando o usuário é o criador do arquivo, é provável que ele tenha atribuído um nome que faça sentido para o seu conteúdo, mas este "sentido" varia de usuário para usuário. Assim, não podemos esperar (embora fosse desejável!) que os anexos recebidos tivessem nomes que minimamente fizessem referência ao seu conteúdo.

Para driblar tal situação, lembre-se que você tem a opção de, ao salvar o anexo, dar a ele um nome diferente. Repare que, ao clicar na opção Salvar como, o campo em que aparece o nome do arquivo é editável. Escolha um nome que seja fácil de lembrar, relacionado com seu contexto, por exemplo.

A opção Salvar como
está presente em qualquer aplicativo usado e vai ajudá-lo a manter seus documentos em ordem. Com o passar do tempo, você vai se acostumar a fazer algumas ações quase de modo automático, tornando o uso do computador menos complexo, ainda que pareça trabalhoso lidar com isso.

Nota: Trocar o nome de um arquivo que você recebeu pode fazer sentido quando se trata da organização do seu computador, mas em trabalhos colaborativos isso pode gerar confusão. Se o documento em questão será editado e compartilhado com mais pessoas, mudar o seu nome ao longo do processo pode causar uma confusão enorme.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail