Home > Notícias

Após novo jailbreak, Apple reitera posição contra “desbloqueio” do sistema

Companhia revisou documento contra a prática que permite instalar apps não autorizados em aparelhos iOS. Nova versão permite destravar iPhone e iPad com iOS 6.

Macworld / EUA

07/02/2013 às 12h46

iphone5_43503.jpg
Foto:

Os jailbreaks para iOS vem e vão, mas a Apple continua alertando aos usuários que instalar aplicativos não autorizados por ela em seus aparelhos iOS pode invalidar a garantia dos produtos.

O mais recente jailbreak, liberado na última segunda-feira, 4/2, causou correria entre milhares de usuários do mundo todo que estavam à espera de um “desbloqueio” compatível com aparelhos iOS 6. A Apple liberou o iOS 6 em setembro do ano passado, junto com o iPhone 5, e soltou o update 6.1 apenas no final de janeiro deste ano.

Enquanto isso, por meio da atualização de um documento no final de semana, a Apple reiterou em seu site um posicionamento antigo contra a prática.

“Uau, a Apple realmente não gosta de jailbreak”, falou no Twitter o usuário conhecido como MuscleNerd, que faz parte do grupo Evad3rs, responsável pelo mais recente jailbreak do iOS.

Uma comparação com o texto anterior mostra apenas pequenas mudanças de edição e alguns rearranjos no texto, mas nada de novo em termos de ideias.

“A Apple alerta fortemente contra a instalação de qualquer software que 'hackeie' o iOS”, afirma o documento da empresa. “Também é importante notar que qualqer modificação não autorizada do iOS é uma violação do acordo de licença do usuário final e, por causa disso, a Apple pode negar serviço para um iPhone, iPad, ou iPod Touch que tenha software não-autorizado instalado.”

A companhia publica avisos contra o jailbreak desde setembro de 2007, poucos meses após o primeiro iPhone ser lançado e apenas semanas depois do primeiro jailbreak. Na época, não havia App Store. Em vez disso, os usuários faziam jailbreak no aparelho para trocar o SIM card e usar chips de outras operadoras (na época, a AT&T tinha exclusividade sobre o smartphone nos EUA). Além disso, também era uma maneira de usuários internacionais usarem o iPhone fora dos EUA - o país era o único a vender na época.

“É um jogo gato e rato. Tentamos ficar à frente. As pessoas vão tentar invadir, e é nosso trabalho impedi-los de fazer isso”, disse o então CEO, Steve Jobs, na época.

Curioso sobre o novo jailbreak? Confira aqui a nossa dica especial sobre como fazer o “desbloqueio”, mas lembre-se que o processo deve ser feito por sua própria conta e risco e que invalida a garantia do iPhone.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail