Home > Notícias

Após polêmica, Apple retira aplicativo homofóbico da App Store

Mais de 150 mil pessoas assinaram petição contra o app da Exodus International; software afirma que “homossexualidade é uma doença que precisa ser tratada”

Redação Macworld Brasil

23/03/2011 às 15h13

Foto:

Com mais de 150 mil assinaturas, a petição online pedindo a retirada do aplicativo iOS da Exodus International atingiu seu objetivo: o polêmico app para iPhone e iPad que dizia que a “homossexualidade é uma doença que precisa ser tratada com métodos religiosos” não está mais disponível na loja online da “maçã”, segundo informações da CBS News.

Como esperado, o presidente da Exodus International se mostrou irritado com a decisão da companhia. “É oficial, o @ExodusInl App não está mais disponível na @AppStore. Incrivelmente decepcionante. Tomem cuidado, isso pode acontecer com vocês”, escreveu Alan Chambers em sua conta no Twitter.

De acordo com a CBS News, a Truth Wins Out, responsável  pela petição online, afirmou hoje, 23/3, que vai manter o abaixo assinado até que a Apple se pronuncie oficialmente. “Até eles fazerem isso, é importante manter essa pressão, para que a Apple escute claramente que terapia ‘ex-gay’ não merece ter espaço na App Store”, disse a organização.

Até o fechamento desta reportagem, a Apple não havia se pronunciado sobre o assunto.

Dilema
Essa não é a primeira vez que a Apple aprova um aplicativo contrário à homossexualidade e acaba retirando-o do ar após reclamações. Em dezembro do ano passado, o Manhattan Declaration, um grupo que define a homossexualidade como uma conduta imoral, teve um app para iPhone por pouco tempo na App Store.

A empresa de Steve Jobs removeu o software em questão após cerca de oito mil pessoas assinarem uma petição no Change.org. Na época, a Apple afirmou ter removido o aplicativo por ser “ofensivo para muitas pessoas”.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail