Após reclamação, Apple critica Spotify e defende taxas da App Store

Em comunicado, empresa de Cupertino também afirmou que streaming "quer benefícios de app gratuito sem ser gratuito"

https://pcworld.com.br/apos-reclamacao-apple-critica-spotify-e-defende-taxas-da-app-store/
Clique para copiar

Após ser alvo de uma reclamação antitruste do Spotify junto à Comissão Europeia por conta das taxas da App Store, a Apple respondeu ao aplicativo de streaming de música por meio de um comunicado publicado em seu site nesta quinta-feira, 14/3.

No texto em questão, a empresa de Cupertino criticou o Spotify e disse que a plataforma de música “quer todos os benefícios de um aplicativo gratuito sem ser gratuito” – é possível usar o serviço de graça, mas ao assinar o pacote Premium o usuário fica livre de anúncios e pode reproduzir suas faixas off-line, entre outros benefícios.

“A única contribuição que a Apple exige é para bens e serviços digitais que são comprados dentro do app usando o nosso sistema de compras seguro in-app. Como o Spotify aponta, a nossa fatia de receita é de 30% pelo primeiro ano de uma assinatura anual – mas eles não mencionaram que esse valor cai para 15% nos anos seguintes”, afirma a Apple, que ainda diz que o aplicativo usou a App Store por anos para “ampliar significativamente seu negócio”.

Em outro trecho, a fabricante do iPhone critica o modelo de operação do Spotify, afirmando que “eles distribuem a música que você enquanto fazem contribuições cada vez menores para os artistas, músicos e compositores que a criam – chegando ao ponto de levar esses criadores aos tribunais”.

Entenda o caso

A polêmica entre o Spotify e a Apple teve início há alguns dias, quando o CEO da plataforma de streaming, Daniel Ek, fez um post anunciando a reclamação da empresa junto à Comissão Europeia por conta das taxas da App Store, além de alegar que a Apple tem uma vantagem injusta, uma vez que possui um serviço rival do Spotify – o Appel Music.

“A Apple opera uma plataforma que, para mais de um bilhão de pessoas no mundo, é a porta de entrada para a Internet. A Apple é dona da plataforma iOS e da App Store – e uma concorrente de serviços como Spotify. Na teoria, está tudo bem. Mas no caso da Apple, eles continuam a dar a eles mesmos uma vantagem injusta todas as vezes”, afirma o executivo na ocasião.

IDG Now! agora é itmidiacom. Para ler mais notícias, acesse.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site