Home > Notícias

Apple altera processo contra a Psystar

Novas informações encontradas pela Apple estão relacionadas ao marketing e aos produtos da clone de Mac OS X.

Macworld/EUA

03/12/2008 às 11h49

Foto:

O tribunal responsável pela disputa judicial entre a Apple e a Psystar concedeu à Apple uma determinação que pode alterar o processo contra a fabricante de clones de Mac.

De acordo com documentos arquivados no tribunal, a Apple irá acrescentar a DCMA, lei de direitos autorais/digitais norte-americana ao processo original.

Os advogados da Apple afirmam que descobriram informações adicionais desde a ação original. Sem entrar em detalhes, os advogados da empresa disseram que os novos dados dizem respeito aos produtos e ao marketing da Psystar.

No meio de novembro, o juiz William Alsup rejeitou o processo da Psystar contra a Apple, alegando que a Apple violou leis federais e estaduais de antitruste. Neste processo, o juiz chamou as alegações de Psystar de “contraditórias”.

A Apple processou a Psystar afirmando que a companhia violou seus direitos autorais e seu acordo de licença ao vender computadores com o Mac OS X instalado. O acordo de licença do usuário final da Apple (EULA) proíbe que o Mac OS X seja instalado em qualquer hardware que não seja da Apple.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail