Home > Notícias

Apple confirma que tatuagens podem confundir sensores do Apple Watch

A empresa atualizou a documentação do smartwatch informando que a tinta e a densidade das tatoos pode interferir na leitura de batimentos cardíacos

Macworld

01/05/2015 às 20h16

tatuagem.jpg
Foto:

Somente depois de várias reclamações terem aparecido na web sobre o problema a Apple decidiu oficialmente informar aos consumidores que seu smartwatch, o Apple Watch, pode ter problemas de precisão no sensor de batimentos cardíacos se usado sobre tatuagens densas ou escuras.

A companhia atualizou os documentos de suporte do Apple Watch e incluiu a informação sobre os problemas potenciais com tatoos: "Mudanças permanentes ou temporárias em sua pele, como por exemplo tatuagens, podem também impactar a performance do leitor de batimentos cardíacos. A tinta, o padrão e saturação de algumas tatuagens podem bloquear a luz do sensor, dificultando obter leituras confiáveis".

A explicação está associada à forma como o sensor do Apple Watch funciona. Durante atividade física, o monitor de batimentos cardíacos do relógio usa um método chamado "photoplethysmography" (ou PPG), que joga uma luz verde na pele e faz a leitura da mudança sobre a absorção da luz que vem com cada pulsação. 

applewatch-sensores

Num pulso que tenha uma tatuagem densa, faz sentido pensar que o relógio vá ter dificuldade em perceber a mudança da luz na pele. Durante uma atividade normal, o sensor também mede a pulsação, mas usando luz infravermelha o que presumivelmente usa menos energia que a luz verde.

Nem todas as tatuagens vão provocar o problema. Um teste feito pelo site iMore descobriu que tatuagens com blocos grandes e concentrados com tinta da cor preta ou vermelha causam os maiores problemas, desde leituras equivocadas a falhas completas. Cores mais suaves produzem resultados levemente diferenciados e tatuagens que têm padronagens com cores espalhadas não tiveram problemas.

A Apple lembra aos usuários que o relógio é compatível com cintas medidoras peitorais, que contornariam o problema das métricas gerado pelas tatuagens.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail